Coronavírus Setor dos serviços afunda 17% em março com alojamento e restaurantes a perderem metade das receitas

Setor dos serviços afunda 17% em março com alojamento e restaurantes a perderem metade das receitas

O segmento "alojamento, restauração e similares" foi o mais penalizado, perdendo cerca de metade do volume de negócios.
Setor dos serviços afunda 17% em março com alojamento e restaurantes a perderem metade das receitas
Negócios 12 de maio de 2020 às 11:50

A pandemia da covid-19 teve um forte impacto no setor dos serviços em Portugal no mês de março, apesar de as medidas de contenção só terem sido aplicadas a meados do mês.

De acordo com o Instituto Nacional de Estatística, o volume de negócios nos serviços registou uma queda de 17% face a março do ano passado e de 17,5% contra fevereiro deste ano.

O segmento "alojamento, restauração e similares" foi o mais penalizado, perdendo cerca de metade do volume de negócios, quer comparando com o mês anterior, quer com março do ano passado. 

O "comércio por grosso; comércio e reparação de veículos e motociclos" sofreu uma queda de 14,4% e nos "transportes e armazenagem" a quebra foi de 17,6%.

Em janeiro (2,6%) e fevereiro (2,5%) a evolução do setor dos serviços tinha sido positiva, mas a queda acentuada em março levou a que no conjunto do primeiro trimestre a variação fosse negativa. O volume de negócios registou uma queda homóloga de 4%, o que compara com o aumento de 2,4% registado nos últimos três meses de 2019.

Dado que em abril o confinamento da população foi geral e muitas empresas de serviços estiveram encerradas todo o mês, é expetável que o desempenho do setor tenha sido ainda mais negativo do que em março.

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI