Ambiente Só 13 câmaras vão cumprir prazo de 31 de Maio para ter as matas limpas

Só 13 câmaras vão cumprir prazo de 31 de Maio para ter as matas limpas

O Diário de Notícias contactou uma a uma as 189 autarquias consideradas de intervenção prioritária e apenas 7% diz que consegue limpar os seus terrenos. Os seus, porque contando com os dos privados, são apenas duas as autarquias que vão cumprir a data imposta por lei.
Só 13 câmaras vão cumprir prazo de 31 de Maio para ter as matas limpas
Negócios 18 de maio de 2018 às 09:05

Estremoz,  Arronches, Monção, Óbidos, Odemira, Paredes de Coura, Resende, Sabrosa, Seia, Tomar, Trofa, Valongo e Vila de Rei. São estes os 13 municípios que, de acordo com o Diário de Notícias, asseguram que a 31 de Maio terão conseguido limpar os terrenos municipais, cumprindo assim a regra imposta pela Lei de Orçamento do Estado para este ano. São 13 entre 189 que o Instituto de Conservação da natureza e das Florestas considerou serem de intervenção prioritária no contexto da prevenção de fogos florestais.

 

O Diário de Notícias contactou uma a uma as 189 autrquias e a esmagadora maioria assume que não conseguirá cumprir o prazo. Aliás, das 13 que dizem que o farão, apenas duas, Arronches e Óbidos, dizem também que, dentro do prazo, conseguirão substituir-se aos privados limpando também os terrenos que estes tenham deixado ao abandono, como está também previsto na lei.

 

As autarquias justificam-se dizendo que a prioridade ainda é reconstruir e que os meios técnicos e humanos de que dispõem não são suficientes. Alegam também que os preços praticados pelas empresas que fazem limpezas são muito elevados.

 

Já Ministério da Administração Interna, lembra que o prazo ainda não está esgotado e que só termina no final do mês.




pub