Europa Só seis países da UE cresceram menos que Portugal no quarto trimestre

Só seis países da UE cresceram menos que Portugal no quarto trimestre

A economia portuguesa cresceu abaixo da média da Zona Euro e União Europeia no quarto trimestre.
Só seis países da UE cresceram menos que Portugal no quarto trimestre
Miguel Baltazar/Negócios
Nuno Carregueiro 07 de março de 2018 às 10:13

O crescimento da economia portuguesa no quarto trimestre foi um dos mais baixos da União Europeia, revelam os dados publicados esta quarta-feira pelo Eurostat.

 

O PIB de Portugal cresceu a uma taxa homóloga de 2,4% nos últimos três meses de 2017, abaixo da média da Zona Euro (2,7%) e da União Europeia (2,6%). Tendo em conta todos os 28 países da UE, apenas seis cresceram menos do que Portugal. Reduzindo a análise à Zona Euro, apenas quatro cresceram abaixo de 2,4%.

Bélgica (1,9%), Dinamarca (1,2%), Grécia (1,9%) e Itália (1,6%) foram os países da Zona Euro que cresceram abaixo de Portugal. Na União Europeia também a Croácia (2,2%) e o Reino Unido (1,4%) apresentaram um desempenho inferior. Não estão ainda disponíveis os dados para Irlanda, Malta e Luxemburgo, mas estes países apresentaram ao longo de 2017 taxas de crescimento bem superiores à média da UE. 

O bom desempenho da economia portuguesa em 2017 (o crescimento de 2,7% foi o mais forte desde 2000) surge num contexto de forte aceleração da economia europeia, que está a registar a expansão mais acentuada da última década. O PIB da Zona Euro cresceu 2,3% em 2017, acima da taxa de crescimento de 1,8% no ano anterior.

No quarto trimestre a economia portuguesa estabilizou, pois no terceiro trimestre já tinha registado uma taxa de crescimento homóloga de 2,4%.

Na análise em cadeia (quarto trimestre de 2017 contra terceiro trimestre de 2017) a evolução do PIB de Portugal é mais favorável, já que o crescimento foi de 0,7%, acima do registado na Zona Euro e UE (0,6%). Na comparação com os restantes países da UE Portugal surge a meio da tabela dos maiores crescimentos em cadeia, como é possível constatar na imagem em baixo elaborada pelo Eurostat.

 

 

A Estónia destacou-se com o crescimento mais elevado na Zona Euro (5,3% na comparação homóloga e 2,2% em cadeia). Nenhum país da região registou um crescimento homólogo abaixo de 1%, o que comprova o bom momento da economia europeia.  

 

(notícia actualizada às 10:29 com mais informação)




A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Anónimo 07.03.2018

Só seis países da UE cresceram menos que Portugal no quarto trimestre


VÁ LÁ, VÁ LÁ!
COSTUMAVAMOS SER OS ÚLTIMOS!

comentários mais recentes
pertinaz 07.03.2018

CRESCIMENTO PORTUGUÊS É MISERÁVEL...

COM ESTE DESGOVERNO NÃO VAMOS A LADO NENHUM...!!!

No crescimento em cadeia... 07.03.2018

...ficámos praticamente a meio da tabela. Mas esta peste deste jornal não tem como objectivo informar correctamente.

Anónimo 07.03.2018

Deviamos relacionar o crescimento c divida pra ter percepçao do aperto em que estamos.Somos talvez um dos países mais endividados e o crescimento não dá para abater drasticamente os biliões de divida.Estamos melhores mas não o espetavel.Costa quer abater a divida com o confisco dos terrenos limpeza?

Anónimo 07.03.2018

A Dinamarca não faz parte da zona Euro.

ver mais comentários
pub