Europa Só seis países da UE cresceram menos que Portugal no quarto trimestre

Só seis países da UE cresceram menos que Portugal no quarto trimestre

A economia portuguesa cresceu abaixo da média da Zona Euro e União Europeia no quarto trimestre.
Só seis países da UE cresceram menos que Portugal no quarto trimestre
Miguel Baltazar/Negócios
Nuno Carregueiro 07 de março de 2018 às 10:13

O crescimento da economia portuguesa no quarto trimestre foi um dos mais baixos da União Europeia, revelam os dados publicados esta quarta-feira pelo Eurostat.

 

O PIB de Portugal cresceu a uma taxa homóloga de 2,4% nos últimos três meses de 2017, abaixo da média da Zona Euro (2,7%) e da União Europeia (2,6%). Tendo em conta todos os 28 países da UE, apenas seis cresceram menos do que Portugal. Reduzindo a análise à Zona Euro, apenas quatro cresceram abaixo de 2,4%.

Bélgica (1,9%), Dinamarca (1,2%), Grécia (1,9%) e Itália (1,6%) foram os países da Zona Euro que cresceram abaixo de Portugal. Na União Europeia também a Croácia (2,2%) e o Reino Unido (1,4%) apresentaram um desempenho inferior. Não estão ainda disponíveis os dados para Irlanda, Malta e Luxemburgo, mas estes países apresentaram ao longo de 2017 taxas de crescimento bem superiores à média da UE. 

O bom desempenho da economia portuguesa em 2017 (o crescimento de 2,7% foi o mais forte desde 2000) surge num contexto de forte aceleração da economia europeia, que está a registar a expansão mais acentuada da última década. O PIB da Zona Euro cresceu 2,3% em 2017, acima da taxa de crescimento de 1,8% no ano anterior.

No quarto trimestre a economia portuguesa estabilizou, pois no terceiro trimestre já tinha registado uma taxa de crescimento homóloga de 2,4%.

Na análise em cadeia (quarto trimestre de 2017 contra terceiro trimestre de 2017) a evolução do PIB de Portugal é mais favorável, já que o crescimento foi de 0,7%, acima do registado na Zona Euro e UE (0,6%). Na comparação com os restantes países da UE Portugal surge a meio da tabela dos maiores crescimentos em cadeia, como é possível constatar na imagem em baixo elaborada pelo Eurostat.

 

 

A Estónia destacou-se com o crescimento mais elevado na Zona Euro (5,3% na comparação homóloga e 2,2% em cadeia). Nenhum país da região registou um crescimento homólogo abaixo de 1%, o que comprova o bom momento da economia europeia.  

 

(notícia actualizada às 10:29 com mais informação)




pub