Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Sócrates não diz quando Portugal converge com a UE

O primeiro-ministro furtou-se a fazer previsões sobre quando estará a economia portuguesa a convergir com os países europeus.

Negócios negocios@negocios.pt 11 de Abril de 2007 às 22:09
  • Partilhar artigo
  • ...

O primeiro-ministro furtou-se a fazer previsões sobre quando estará a economia portuguesa a convergir com os países europeus.

José Sócrates preferiu salientar que o crescimento de 1,3% em 2006, embora tímido, é maior que o crescimento ocorrido no conjunto dos últimos 3 anos em Portugal. E que a expansão deriva do dinamismo do sector exportador e não do consumo.

Sublinhou ainda que não se pode passar de uma situação de quase recessão para um crescimento florescente. "Isso não faz parte da realidade, isso é apenas um sonho". "Em Março de 2005 estávamos com o maior défice da UE. O plano do Governo para convergir com a UE passa, em primeiro lugar, por pôr as contas públicas em ordem. Ao mesmo tempo, lutar pelo crescimento económico, e pelas qualificações", referiu, acrescentando estar "convencido que  o crescimento da economia vai ser mais forte quando tivermos as contas públicas em ordem".

"O nosso objectivo é , no fim da legislatura, estarmos a crescer próximo da média europeia", esclareceu, por fim.

O FMI reviu hoje em alta o crescimento para 2007 para 1,8%, a mesma previsão que a do Governo. Para Sócrates, "isto diz tudo sobre a evolução destes dois anos.

Outra das conclusões do relatório do FMI, hoje apresentado, é que Portugal, apesar de crescer mais, continuará a divergir dos seus parceiros europeus. E que a taxa de desemprego nacional já ultrapassa a da média europeia.

Ver comentários
Outras Notícias