Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

S&P diz derrapagem orçamental na Alemanha ameaça «rating» da dívida

A Alemanha arrisca-se a perder a classificação mais alta de que beneficia a sua dívida pública, a menos que o chanceler alemão, Gerhard Schröder, consiga travar a derrapagem do défice orçamental, advertiu hoje a Standard & Poor's.

Negócios 17 de Abril de 2003 às 13:25
  • Partilhar artigo
  • ...
A Alemanha arrisca-se a perder a classificação mais alta de que beneficia a sua dívida pública, a menos que o chanceler alemão, Gerhard Schröder, consiga travar a derrapagem do défice orçamental, advertiu hoje a Standard & Poor"s.

«Este ano é crítico». «Queremos ver uma inversão na tendência do défice alemão de modo a que a Alemanha possa manter o seu "rating"», disse Konrad Reuss.

O director de gestão da S&P para a Europa referia-se à possibilidade de a dívida pública alemã sair da classificação AA, a mais alta, devido ao facto do país estar caminhar para - em 2003 - voltar a violar, pelo segundo ano consecutivo, o limite de 3% do PIB para o défice estabelecido pelas regras do euro, no âmbito do Pacto de Estabilidade.

Em sua opinião, essa eventualidade é «problemática» e poderá ter consequências ao nível da classificação da dívida pública. Uma descida de «rating» fará aumentar os custos de endividamento, com os investidores a exigirem um maior prémio de risco.

De acordo com as previsões da Comissão Europeia, que coincidem com as divulgadas esta semana pelos seis principais institutos económicos da Alemanha, o défice alemão irá elevar-se este ano para 3,4% do PIB.

O aviso público da S&P surge depois de funcionários do Ministério alemão das Finanças terem questionado a independência das empresas de «rating» e apelado à emergência de uma companhia europeia que contraponha a influência das americanas, como a S&P e a Moody"s.

Outras Notícias