Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Subida de preços no consumidor abranda em Setembro nos EUA

Os preços no consumidor, nos Estados Unidos, subiram a um ritmo mais lento em Setembro e demonstram que a inflação não será um problema à medida que a economia recupera da maior recessão desde a Grande Depressão.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 15 de Outubro de 2009 às 14:22
Os preços no consumidor, nos Estados Unidos, subiram a um ritmo mais lento em Setembro e demonstram que a inflação não será um problema à medida que a economia recupera da maior recessão desde a Grande Depressão.

A subida de 0,2% no índice de preços no consumidor está em linha com o esperado e segue-se a uma subida de 0,4% no mês de Agosto, segundo os dados divulgados pelo Departamento do Trabalho, citado pela Bloomberg. Excluindo alimentação e energia, o índice de preços também registou um crescimento de 0,2%. Já as rendas desceram pela primeira vez em 17 anos.

Os senhorios e os empresários deverão manter os preços controlados, numa altura em que o desemprego se situa em máximos de 26 anos e o número de casas vagas está em níveis recorde, segundo a Bloomberg. Por outro lado a inflação baixa permite ao banco central manter as taxas de juro baixas durante mais tempo.

“A aceleração da inflação recuou, com preocupação significativa no curto-prazo, mas também há menores riscos de deflação”, ou de uma queda prolongada dos preços, disse o presidente da Insight Economis, Steven Wood, citado pela Bloomberg.

As estimativas dos economistas apontavam para um crescimento de 0,2% do nível geral de preços e as estimativas oscilavam entre uma descida de 0,2% e um aumento de 0,5%.

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio