A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Suspender obras públicas é essencial para Portugal cumprir PEC (correcção)

A suspensão imediata das Obras Públicas é uma base essencial para que a recuperação seja uma realidade e para que o PEC possa ter efeito , afirmou hoje Miguel Relvas, secretário-geral e porta-voz do PSD.

António Larguesa alarguesa@negocios.pt 04 de Maio de 2010 às 19:33
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...
(corrige título e lead da notícia)

A suspensão imediata das Obras Públicas é uma base essencial para que a recuperação seja uma realidade e para que o PEC possa ter efeito”, afirmou hoje Miguel Relvas, secretário-geral e porta-voz do PSD.

No final da reunião da comissão da política nacional, Miguel Relvas explicou que “o Governo deve suspender imediatamente todas as grandes obras até que as Finanças Públicas do país vivam um momento mais adequado a que elas se concretizem”.

“O PSD tem enormes reservas sobre a forma como o Governo está a conduzir o país”, sublinhou o responsável.

O porta-voz disse ainda aos jornalistas que não há nenhum novo encontro agendado com José Sócrates e mostrou “esperanças” que o Governo possa rever a taxa de tributação das mais-valias que o PSD defende que seja inferior.

Questionado sobre as posições de Cavaco Silva sobre as obras públicas nos últimos dias, Miguel Relvas acredita que a cooperação estratégica entre Belém e São Bento se mantém, mas “é normal que, como o professor de Finanças públicas, estas matérias suscitem ao Presidente da República maior interesse e preocupação”.

O PSD anunciou ainda que vai apoiar o decreto-lei que estabelece a ajuda à Grécia ( no valor de 2 mil milhões de euros), explicando que “cabe-nos ser solidários. Estamos na Europa nos bons mas também nos maus momentos”.


Ver comentários
Outras Notícias