Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Taxa de juro implícita no crédito à habitação em Julho desce para 5,615%

A taxa de juro implícita no crédito à habitação em Julho desceu 0,012 pontos percentuais face a Junho, situando-se em 5,615%, segundo o INE, que avança que nos contratos para aquisição de habitação, a taxa subiu para 5,551%.

Pedro Carvalho pc@mediafin.pt 28 de Agosto de 2002 às 11:45
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A taxa de juro implícita no crédito à habitação em Julho desceu 0,012 pontos percentuais face a Junho, situando-se em 5,615%, segundo o INE, que avança que nos contratos para aquisição de habitação, a taxa subiu para 5,551%.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), a taxa dos contratos para aquisição de habitação, que considera além da aquisição de habitação, a construção de habitação e aquisição de terrenos para construção de habitação, aumentou 0,023 pontos percentuais.

Este comportamento da taxa total, segundo a mesma fonte estatística, reflecte a diminuição para os 5,904% da taxa associada aos contratos para construção de habitação, facto que compensou os aumentos das taxas nos contratos para aquisição de habitação e nos contratos para aquisição de terrenos para construção de habitação que subiu para 7,416%.

No regime geral, a taxa diminuiu de 5,614% no mês anterior para 5,510% e aumentou de 5,636% para 5,689% no regime bonificado.

Neste último segmento, o INE destaca as subidas ocorridas no regime bonificado jovem e no regime bonificado não jovem, cujas taxas foram de 4,013% e 4,381% respectivamente.

O montante médio de capital em dívida aumentou 181 euros face a Junho, fixando-se nos 38,592 mil. No regime geral este valor foi de 34,536 mil euros, tendo sido de 42,165 mil euros no regime bonificado.

No regime bonificado jovem o montante médio de capital em dívida foi de 50,8 mil euros, enquanto que no regime bonificado não jovem este valor foi de 33,804 mil euros.

Outras Notícias