Economia Terroristas invadem escola na Rússia e fazem 150 reféns

Terroristas invadem escola na Rússia e fazem 150 reféns

Um grupo de 17 pessoas, armado com armas de fogo e explosivos, invadiu esta manhã uma escola na localidade de Besla, no sudeste da Rússia, fazendo 150 reféns, dos quais 120 são crianças, noticiaram hoje as agências internacionais.
Isabel Aveiro 01 de setembro de 2004 às 14:22

Um grupo de 17 pessoas, armado com armas de fogo e explosivos, invadiu esta manhã uma escola na localidade de Besla, no sudeste da Rússia, fazendo 150 reféns, dos quais 120 são crianças, noticiaram hoje as agências internacionais.

Do grupo inicial de crianças que estava refém, os terroristas já libertaram 15, de acordo com informações da agência local Itar-Tass. Outras 50 crianças tinham já escapado há algumas horas da escola onde se celebravam o início do ano escolar. Estima-se que quando se deu a invasão da escola, às 9h30 locais (menos três horas em Portugal) havia 200 pessoas no estabelecimento.

As agências russas adiantam ainda que o governo liderado por Vladimimir Putin já anunciou um envio de tropas especiais para Besla, o que poderá indiciar uma preferência por uma recuperação militar do controlo da situação dos reféns, em detrimento da negociação com o grupo terrorista. Morreram já três pessoas neste ataque.

Recorde-se contudo que os atacantes ameaçam matar 50 crianças por cada um dos elementos do grupo terrorista que seja eliminado pelas forças de segurança russas, de acordo com o que afirmaram os responsáveis pela administração interna do maior país da Europa.

Segundo o ministro do Interior da Rússia, Kazbek Dzantiyev : «eles dizem que por cada combatente abatido, eles mataram 50 crianças e por cada um que for ferido, 20 crianças serão eliminadas».

O grupo de 17 homens e mulheres reclama a retirada das tropas russas da Chechénia e a libertação de prisões russas de suspeitos de envolvimento em outros ataques anteriores envolvendo a causa daquela região que reclama a independência de Moscovo.

Nos mercados, a reacção ao ataque foi díspar: o índice bolsista russo RTS chegou a recuar 0,57%, para os 581,29 pntos. Já no mercado cambial o rublo avançava 0,09% face à moeda norta-americana, para os 29,2350 dólares.




Marketing Automation certified by E-GOI