Mundo Theresa May acusa Rússia de envenenar espião

Theresa May acusa Rússia de envenenar espião

Líder do governo britânico diz que envolvimento russo no caso é "altamente provável".
Theresa May acusa Rússia de envenenar espião
EPA
Negócios 12 de março de 2018 às 17:30
A primeira-ministra britânica Theresa May declarou, esta segunda-feira, que o envolvimento da Rússia no envenenamento de um espião é "altamente provável". 

No Parlamento, May confirmou que o antigo espião Skripal e a filha foram envenenados com um agente nervoso usado a nível militar e acusa Moscovo de ter sido responsável pelo crime ou de ter, pelo menos, permitido que a substância caísse nas mãos erradas. 

Para a líder britânica, a tentativa de homicídio do passado dia 4 de março foi um ataque contra o Reino Unido, pelo que fez um ultimato à Rússia, que terá até esta terça-feira para responder oficialmente ao caso, refere o Correio da Manhã. 

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, Boris Johnson, ameaçou o Kremlin, assegurando que, se se provar que a Rússia está envolvida no caso, a Inglaterra cancela a sua participação no Mundial de Futebol. 

Sergei Skripal, ex-espião, foi considerado um traidor e condenado por passar segredos da Rússia à Inglaterra.

No dia 4 de março, Sergei Skripal, de 66 anos, e a filha, com cerca de 30, foram encontrados inconscientes em Salisbury, no Reino Unido.