Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Trabalhadores por conta de outrem ganham em média 904 euros por mês

Os trabalhadores por conta de outrem, no mês de Abril de 2004, ganhavam em média 906,37 euros por mês, com o ganho mensal das mulheres a ascender a 75,4% do total auferido pelos homens, segundo os resultados do «Inquérito aos Ganhos», realizado pela Direc

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 20 de Junho de 2005 às 19:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os trabalhadores por conta de outrem, no mês de Abril de 2004, ganhavam em média 906,37 euros por mês, com o ganho mensal das mulheres a ascender a 75,4% do total auferido pelos homens, segundo os resultados do «Inquérito aos Ganhos», realizado pela Direcção Geral de Estudos, Estatística e Planeamento (DGEEP).

Este valor reporta-se a Abril de 2004 e diz respeito ao ganho médio mensal dos trabalhadores por conta de outrem a tempo completo. O salário de 906,37 euros representa um aumento nominal de 3,9% e um incremento real de 1,6%, enquanto que em Outubro de 2003 ainda se apresentava com um acréscimo nominal de 3% e uma regressão real diminuta de 0,03%.

A Direcção Geral de Estudos, Estatística e Planeamento (DGEEP), do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social, faz este inquérito com uma periodicidade semestral, sendo que o aumento real de Abril de 2004 foi o mais elevado desde 2002.

«Apesar de, em Abril 2004, o ritmo de actualização salarial, em termos homólogos, estar a aumentar, quebrando assim a tendência, iniciada em Outubro 2001, para uma maior moderação na evolução salarial, a taxa de progressão do ganho para o total dos estabelecimentos abrangidos pelo inquérito manteve-se num nível nominal baixo, se comparado com o passado recente», diz a DGEEP.

Ganhos das mulheres aumentam mais mas representam apenas 75% do dos homens

Por sexos, o ganho médio mensal dos homens situava-se, em Abril de 2004, nos 1006,99 euros e o das mulheres nos 759,07 euros.

«Fazendo uma análise evolutiva, constata-se que as mulheres registaram, em Abril de 2004, um aumento homólogo do ganho significativamente superior ao dos homens, 4,6% contra 3,4%», refere a mesma fonte.

Em Abril de 2000 as mulheres ganhavam 71,6% do nível de ganho médio mensal dos homens, enquanto que em Abril de 2004 auferiam 75,4%, reduzindo-se desta forma, ao longo deste período, a diferença salarial entre sexos.

O ganho médio das mulheres superou o dos homens na Secção da «Construção» e na «Produção e Distribuição de Electricidade, Gás e Água», atingiu uma paridade nos «Transportes, Armazenamento e Comunicação» e ficou nas restantes Secções, por vezes, expressivamente abaixo do nível masculino.

Fazendo uma análise do ganho médio mensal por nível profissional, constata-se que o ganho dos dirigentes estagnou em Abril de 2004, face ao período homólogo de 2003. Os empregados apresentaram um crescimento salarial de 2,7%, os operários registaram o aumento maior, 4,2%, e os aprendizes viram o seu ganho subir 3,4%.

Em Abril de 2004, em média, um dirigente ganhava mais 280% do que um operário e, por sua vez, um empregado ganhava mais 37% do que um operário.

A percentagem de trabalhadores por conta de outrem a tempo completo abrangidos pelo Salário Mínimo Nacional, atingiu em Abril de 2004 um nível de 5,8%, continuando-se a registar uma maior incidência do Salário Mínimo Nacional no sexo feminino (8,1%).

Ver comentários
Outras Notícias