Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Três DEO depois, a recessão surpreendeu e corte da TSU nunca aconteceu

Foi em contra-relógio que o Governo procurou apresentar ainda ontem o novo Documento de Estratégia Orçamental (DEO). Um atraso fez com que apenas conheçamos hoje o trajecto de austeridade a percorrer no pós-troika até 2018. No primeiro DEO da responsabilidade do Governo de Passos Coelho, de Agosto de 2011, o Executivo esperava que a transformação estrutural da economia portuguesa assentasse numa descida significativa da Taxa Social Única (TSU). Uma medida que nunca chegou a sair do papel. Outras alterações sectoriais foram executadas, muitas delas com elogios da troika. No entanto, qualquer balanço será sempre dominado pela constatação de um cenário macroeconómico excessivamente optimista que subestimou largamente o impacto das medidas de austeridade.

Miguel Baltazar/Negócios
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Corte da TSU: a reforma central que nunca saiu do papel

 

Negócios Premium
Conteúdo exclusivo para assinantes
Já é assinante? Inicie a sessão
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone
  • Conteúdos exclusivos com melhor da informação económica nacional e internacional;
  • Acesso sem limites, até três dispositivos diferentes, a todos os conteúdos do site e app Negócios, sem publicidade intrusiva;
  • Newsletters exclusivas;
  • Versão ePaper, do jornal no dia anterior;
  • Acesso privilegiado a eventos do Negócios;
Ver comentários
Mais notícias Negócios Premium
+ Negócios Premium
Capa do Jornal
Informação de qualidade tem valor. Invista. Assine já 1mês / 1€
Mais lidas
Outras Notícias