Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal é o terceiro país da UE onde os trabalhadores mais sentem “stress” no trabalho

Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho lança campanha para prevenir o stress relacionado com o emprego após sondagem que mostra que quatro em cada dez europeus consideram que o stress não é correctamente abordado na sua organização.

Bruno Simão/Negócios
Rita Faria afaria@negocios.pt 07 de Abril de 2014 às 12:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

A Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho lançou esta segunda-feira, 7 de Abril, em Bruxelas, uma campanha que tem como objectivo gerir e prevenir o stress relacionado com o trabalho.

 

A campanha "Locais de Trabalho Seguros e Saudáveis" surge na sequência de uma sondagem pan-europeia recente, da Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho, que revelou que 51% dos profissionais consideram habitual o stress relacionado com o emprego no seu local de trabalho e, quatro em cada 10, consideram que o stress não é correctamente abordado na sua organização.

 

Portugal é o terceiro país da União Europeia onde mais trabalhadores referem casos de problemas relacionados com o stress no local de trabalho, com 28% dos portugueses a dizerem que é "muito comum" e 31% a relatarem que "acontece com relativa frequência".

 

Contudo, e de acordo com a agência promotora da iniciativa, “a entidade patronal e os seus trabalhadores podem, em conjunto, gerir e prevenir o stresse relacionado com o trabalho e os riscos psicossociais. É esse, precisamente, o objetivo da campanha”.

 

A campanha vai ser coordenada, a nível nacional, pelos representantes nacionais da Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho em mais de 30 países europeus contando, igualmente, com o apoio das presidências do Conselho da União Europeia, do Parlamento Europeu e da Comissão Europeia, bem como dos Parceiros Sociais Europeus.

Ver comentários
Saber mais Agência Europeia para a Segurança e Saúde no Trabalho Locais de Trabalho Seguros e Saudáveis Portugal Parlamento Europeu
Outras Notícias