Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Troika aprova progressos da Irlanda e concorda em libertar próxima tranche (act.)

Os parceiros da troika – Comissão Europeia, Banco Central Europeu e Fundo Monetário Internacional – concluíram a missão de avaliação na Irlanda com uma nota positiva. No entanto, sublinham que os desafios se mantêm.

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 19 de Janeiro de 2012 às 14:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A equipa da troika responsável por avaliar a situação da Irlanda, que esteve no país entre 10 e 19 de Janeiro na sua missão de análise trimestral, congratulou-se com os progressos registados, mas diz que, atendendo ao contexto difícil na Europa, continua a ser imprescindível que a Irlanda prossiga o mesmo registo de implementação dos programas económicos para poder assim registar uma retoma sustentada e regressar aos mercados internacionais de crédito.

Num relatório conjunto da troika, publicado no “website” da Comissão Europeia, os parceiros de resgate da Irlanda disseram que o programa económico levado a cabo pelo governo está “encarrilado”, pelo que vão solicitar a aprovação da libertação da nova tranche de ajuda junto dos respectivos órgãos comunitários e do FMI.

“A consolidação orçamental mais imediata está bem encaminhada, com o défice de 2011 significativamente abaixo das metas do programa”, refere o relatório, sublinhando que as medidas orçamentais de 3,5% do PIB reduziram o défice público geral para cerca de 10%, quando o objectivo fixado no programa era de 10,6%.

O Orçamento para 2012 tem como meta uma consolidação adicional de 2,75% do PIB para reduzir o défice para 8,6% do PIB e estabelece um défice de 3% do PIB para 2015.

O relatório assinala também que foram feitos progressos substanciais no fortalecimento do sistema bancário e na sua desalavancagem e refere igualmente o facto de estarem a ser implementadas medidas de apoio ao crescimento e de criação de empregos.

Mas… ainda há um mas. “Contudo, olhando em frente, a Irlanda continua a deparar-se com desafios consideráveis. A procura interna continua fraca, o desemprego está alto (…). Consequentemente, a previsão de um crescimento de 1% do PIB em 2012 foi revista em baixa, para 0,5%”, destaca o documento da troika.

Os objectivos do programa da troika para a Irlanda visam solucionar as debilidades do sector financeiro e colocar a economia irlandesa no caminho do crescimento sustentável, das finanças públicas sólidas e da criação de emprego, protegendo ao mesmo tempo os pobres e os mais vulneráveis, lembram os parceiros da assistência financeira.

O programa inclui empréstimos por parte da União Europeia e dos seus Estados-membros no valor de 45 mil milhões de euros, além de 22,5 mil milhões provenientes do FMI. O contributo da Irlanda é de 17,5 mil milhões. A aprovação da conclusão desta avaliação permitirá libertar a próxima tranche de ajuda, no valor de 3,2 mil milhões de euros do FMI e de 6,5 mil milhões da UE.

A próxima missão de avaliação está agendada para Abril de 2012.
Ver comentários
Saber mais Irlanda troika tranche
Outras Notícias