Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Trump diz que Huawei pode fazer parte das negociações comerciais com a China

O Presidente dos EUA, Donald Trump, afirmou esta quinta-feira que o destino da chinesa Huawei pode ser discutido no contexto das relações comerciais com Pequim.

Reuters
Negócios com Lusa 23 de Maio de 2019 às 23:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

"A Huawei é algo de muito perigoso. Quando vemos o que fizeram do ponto de vista da segurança e do ponto de vista militar, é muito perigoso. Mas é possível que a Huawei seja incluída num acordo", disse Donald Trump.

 

O Presidente dos Estados Unidos acrescentou que a Huawei deve ser incluída "de uma forma ou de outra" se existir um acordo com a China.

 

Donald Trump decidiu na semana passada proibir as exportações de produtos tecnológicos norte-americanos para determinadas empresas consideradas de "risco", tendo em vista nomeadamente a Huawei.

 

Como consequência imediata do anúncio de Washington, a Google anunciou no domingo que iria romper com a Huawei, quando o grupo chinês depende do gigante norte-americano da internet para o sistema Android, instalado na maioria dos 'smartphones' no mundo.

 

Sem o Android, a Huawei arrisca-se a não conseguir convencer os clientes a comprarem os telefones da marca sem aplicações Gmail (correio), Maps (cartografia) ou YouTube (plataforma de vídeos), apenas algumas das mais conhecidas.

 

Perante a inquietação dos utilizadores e das empresas norte-americanas, os Estados Unidos concordaram em fazer um adiamento de 90 dias antes de imporem sanções para que a Huawei e os seus parceiros de adaptem.

 

Presente em 170 países, a Huawei é suspeita de espiar para Pequim, que terá contribuído largamente para a expansão internacional da empresa chinesa.

Entretanto, depois deste ‘ataque’ à Huawei, o governo dos Estados Unidos disse ontem estar a ponderar aplicar restrições semelhantes a mais cinco tecnológicas chinesas, entre as quais a fabricante de equipamentos de videovigilância Hikvision, o que intensifica os receios de um agravamento de tensões entre os dois países.

Ver comentários
Saber mais Huawei Presidente dos Estados Unidos Donald Trump China Washington Google Android Gmail
Mais lidas
Outras Notícias