Américas Se for Presidente, Trump diz-se inclinado a dispensar Yellen

Se for Presidente, Trump diz-se inclinado a dispensar Yellen

O candidato republicano diz que a presidente da Reserva Federal fez um trabalho “útil”, mas que estaria “inclinado a colocar outra pessoa no seu lugar” caso fosse presidente dos EUA.
Se for Presidente, Trump diz-se inclinado a dispensar Yellen
Bloomberg
Inês F. Alves 20 de abril de 2016 às 17:42

Donald Trump, que lidera a corrida republicana pela nomeação para as presidenciais de 2016, disse à Fortune que apoiaria propostas para diminuir poderes da Reserva Federal (Fed), defendeu que um aumento dos juros seria desastroso para o país e que, se eleito Presidente, afastaria Jannet Yellen dos comandos do banco central.

Numa entrevista publicada esta terça-feira - dia em que Trump disputou e venceu Nova Iorque em mais uma etapa das primárias - o candidato republicano disse que iria apoiar "absolutamente" propostas que diminuíssem o poder da Fed e permitissem ao Congresso auditar as decisões do banco central.

Na perspectiva de Trump, seria desastroso para a economia norte-americana aumentar juros.

As declarações do candidato surgem depois de vários responsáveis do banco central apontarem que a taxa de juro de referência – actualmente entre 0,25% e 0,50% - poderá voltar a ser revista em alta. A próxima reunião de política monetária da Fed acontece a 26 e 27 de Abril.

As minutas sobre a reunião de Março divulgadas a 6 de Abril uma divisão entre os elementos que integram o conselho de governadores da Fed sobre esta matéria, com uns a apelarem a uma abordagem cautelosa, enquanto outros consideram "necessária" a subida dos juros.


"A melhor coisa que nos está a acontecer é o facto de as taxas de juro estarem tão baixas", disse Trump à Fortune, acrescentando que "há imensas coisas boas que podiam estar a ser feitas e, surpreendentemente, não estão".

A ideia do candidato é tirar partido das baixas taxas de juro para refinanciar a dívida e gastar mais dinheiro nas forças armadas e nas infra-estruturas nacionais.

Apesar de considerar que Yellen "fez um trabalho útil" ao comando da Fed, Trump diz-se "mais inclinado para colocar alguém no seu lugar" do que a mantê-la no cargo. Jannet Yellen assumiu funções em Fevereiro de 2014.

Trump não é o único candidato a desejar fazer alterações na Fed. Também o republicano Ted Cruz e o democrata Bernie Sanders deram sinais disso, refere a Reuters

A Fortune vai publicar a entrevista a Trump na íntegra no final desta semana.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI