Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Turismo, indústria e comércio contra aumento do salário mínimo nacional em 2010

O turismo, a indústria e o comércio, sectores onde se concentra a maioria dos trabalhadores a receber o salário mínimo nacional (SMN), estão a contestar o aumento de 5,5% implícito no acordo assinado em 2006 por patrões, sindicatos e Governo e exigem compensações. Perante esta intransigência, os sindicatos garantem que não vão abrir mão dos 475 euros em 2010.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
O turismo, a indústria e o comércio, sectores onde se concentra a maioria dos trabalhadores a receber o salário mínimo nacional (SMN), estão a contestar o aumento de 5,5% implícito no acordo assinado em 2006 por patrões, sindicatos e Governo e exigem compensações. Perante esta intransigência, os sindicatos garantem que não vão abrir mão dos 475 euros em 2010.

José Carlos Pinto Coelho, presidente da Confederação do Turismo (CTP), é a favor do aumento do SMN mas não em 2010. "Temos de nos sentar à mesa e conversar. Não vejo condições para que possamos aumentar o SMN este ano", realçou ao Negócios. Para a CTP, há duas possibilidades em cima da mesa: adiar por um ano o acordo "e tentar que o salto seja maior depois" ou o Governo comprometer-se a descer o IVA na restauração, o que daria "alguma margem".

logo_empresas

Ver comentários
Outras Notícias