Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ucrânia acusa separatistas russos de abaterem dois aviões militares

O Ministério da Defesa da Ucrânia acusa os separatistas russos de serem responsáveis pela queda de dois aviões militares ucranianos na região de Donetsk.

A carregar o vídeo ...
Ukrainian Fighter Planes Reported Downed by Rebels
Negócios 23 de Julho de 2014 às 13:10
  • Partilhar artigo
  • 9
  • ...

O porta-voz do Ministério da Defesa ucraniano afirmou esta quarta-feira de manhã que os separatistas russos abateram dois aviões militares Su-25 em Savur Mogila no leste da Ucrânia, avança a agência Reuters.

 

"Dois aviões Sukhoi (Su-25) foram abatidos. Ainda não sabemos o que aconteceu aos pilotos", disse Oleksiy Dmytrashkivsky, citado pela agência France-Presse.

 

O mesmo responsável adiantou que os dois aviões militares foram abatidos a 25 quilómetros do local onde na quinta-feira passada caiu o avião comercial das linhas áreas da Malásia com 298 pessoas a bordo. O aparelho seguia de Amesterdão para Kualu Lumpur quando terá sido atingido por um míssil terra-ar no leste da Ucrânia.

 

No entanto, um outro responsável do Ministério da Defesa ucraniano avançou, também à agência France-Presse, que os dois aviões militares foram abatidos na região de Lugansk, e não de Savur Mogila, e que dois pilotos sobreviveram ao ataque.  

 

Este último ataque eleva para pelo menos 16 o número de aviões do exército ucraniano atingidos pelos separatistas pró-russos desde o início do conflito entre as duas partes. 

 

Estes últimos desenvolvimentos colocam ainda maior pressão sobre os países europeus para a adpção de medidas mais pesadas que penalizem Moscovo. Os mercados reagem com apreensão ao eventual impedimento, pela União Europeia, de Moscovo aceder aos mercados de capital.

 

O índice bolsista russo Micex já está a reflectir este novo aumento de tensão, o que levou a que tenha anulado os ganhos alcançados desde o início da semana, tendo já perdido 0,7% e aumentando para 7%, segundo a Bloomberg, a desvalorização em 2014.

 

(Notícia actualizada com mais informação) 

Ver comentários
Saber mais Ministério da Defesa da Ucrânia Ucrânia Rússia
Outras Notícias