Mercado de Trabalho Vieira da Silva garante que não há trabalho com "vínculo desadequado" no Governo

Vieira da Silva garante que não há trabalho com "vínculo desadequado" no Governo

O ministro reage à notícia de hoje do Diário de Notícias, segundo a qual o Governo criou uma nova unidade para avaliar o impacto das leis, que é maioritariamente constituída por estagiários.
Vieira da Silva garante que não há trabalho com "vínculo desadequado" no Governo
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 27 de maio de 2017 às 15:02

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Vieira da Silva, garantiu em Viana do Castelo que não há trabalho não remunerado no Governo, reagindo a uma notícia hoje avançada pelo Diário de Notícias.


"Não creio que haja intenção nenhuma da presidência do Conselho de Ministros, tenho a certeza que não há. Trata-se de um estágio numa área relativamente original. Não há aqui nenhuma tentativa de encontrar um trabalho usando um vínculo desadequado. Obviamente que se houver algum problema iremos corrigi-lo", afirmou Vieira da Silva.


O governante, que falava aos jornalistas à margem das comemorações dos 140 anos do Lar de Santa Teresa, em Viana do Castelo, referiu não dispor de "informação detalhada" sobre o caso, admitindo que "poderá ter havido um processo menos bem formulado do ponto de vista técnico".


O Diário de Noticias revela na edição de hoje que o Centro Jurídico da Presidência do Conselho de Ministros (CEJUR) abriu uma nova unidade, com a função de avaliar o impacto das leis, que é maioritariamente constituída por estagiários. São quatro estagiários, contra dois consultores economistas do próprio centro. Os estágios - curriculares, não remunerados - foram divulgados junto de alunos de várias universidades.

Questionado sobre a pergunta que lhe foi dirigida pelo deputado do Bloco de Esquerda, José Soeiro, relativamente a esta questão, o ministro do Trabalho, Vieira da Silva afirmou que o programa de "correção" da precariedade no mercado de trabalho "é para prosseguir até ao fim".

"O programa que o Governo está a seguir é um programa de grande ambição, de correção da existência de vínculos laborais que não correspondam ao verdadeiro trabalho que as pessoas desempenham. Isso vai ser prosseguido até ao fim", frisou.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI