Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vieira da Silva: "Penso que cada vez mais os portugueses entendem" o que Sócrates fez "de forma clara"

O ex-ministro do governo de José Sócrates, Vieira da Silva, afirma que o Governo usou o memorando da troika como uma oportunidade de aplicar uma agenda política, e não como uma necessidade. O ex-governante diz que este é o seu "pecado original". "[O Governo] arrisca-se inclusivamente a dificultar a execução do próprio memorando", avança.

Negócios negocios@negocios.pt 17 de Fevereiro de 2012 às 10:44
  • Partilhar artigo
  • 43
  • ...
Em entrevista ao Sol, Vieira da Silva afirma que o entendimento de auxílio financeiro a Portugal não “é nenhuma peça dogmática” e que o seu cumprimento se deverá “a factores que não estão propriamente escritos no programa”.

O agora deputado socialista diz que “os factores externos” e a “capacidade de adaptação à realidade nacional e internacional” serão determinantes.
Vieira da Silva teme, no entanto, que as medidas escolhidas para reforçar a austeridade possam “introduzir uma espiral recessiva na nossa economia difícil de controlar”.

O último ministro da Economia de Sócrates diz que há factores que indiciam que esses riscos se estão a concretizar e que “precisamos de conhecer melhor o que se está a passar no primeiro trimestre deste ano”.


Durante a entrevista ao semanário, o deputado afirma ainda que a dívida portuguesa para ser comportável necessita de “uma posição mais firme e mais decidida da UE”.


PS devia ser mais claro


No que diz respeito à vida interna do seu partido, Vieira da Silva questionado sobre se o PS deveria ser mais firme na oposição, afirmou que: “Não sei se a palavra firmeza seria a palavra que eu escolheria. Acho a expressão clareza mais compreensível”.

Vieira da Silva não quer fazer para já uma avaliação da liderança de António José Seguro, mas expressa um desejo: “Que tenha capacidade para conduzir o PS na defesa dos interesses do país e na defesa do património do PS”.

Sobre José Sócrates e a forma como agiu durante o abater da crise, Vieira da Silva encontra palavras elogiosas para o seu ex-chefe de Governo.

"Hoje é bem claro que todo o percurso político do anterior primeiro-ministro, desde que se abateu sobre Portugal e o mundo esta crise, foi uma atitude de grande firmeza e de grande determinação na defesa dos interesses do país”, sintetizou.

“Penso que cada vez mais os portugueses o entendem de forma clara”, concluiu.
Ver comentários
Saber mais Troika memorando PS Governo Vieira da Silva José Sócrates António José Seguro austeridade
Outras Notícias