Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vítor Bento: Governo criou "situação muito propícia" ao aumento da reivindicação

Em entrevista ao Negócios e à Antena 1, o economista e chairman da SIBS culpabiliza o Governo pela subida da contestação social. Foi a narrativa do Governo, juntamente com a proximidade das eleições, que abriu "a caixa de Pandora".

A carregar o vídeo ...
  • Partilhar artigo
  • 16
  • ...
Para Vítor Bento, o actual momento de elevada contestação social foi criado pela própria narrativa do Executivo de António Costa. Em entrevista ao Negócios e à Antena 1, o economista e chairman da SIBS defende que ao não reconhecer a necessidade das políticas aplicadas pelo anterior Governo de Passos Coelho, o actual Executivo cria a ideia de que não foi preciso impor restrições e de que estas não existem. Como consequência, todos lutam por "aumentar o seu quinhão."

"A partir do momento em que é estabelecida uma narrativa que não tivemos crise, que houve apenas um conjunto de maldades, que não era necessário ter feito o que se fez, que não havia restrições financeiras, é óbvio que abre a caixa de Pandora," argumenta.

Além disso, as actuais reivindicações são também fruto da proximidade do próximo período eleitoral. "Há um intuito de diferenciação dessa esquerda mais radical, que está a tentar acentuar a conflitualidade social para se demarcar do Governo", defende.

Vítor Bento reconhece que Mário Centeno, ministro das Finanças, tem conseguido reduzir o défice, mas diz que o corte na dívida pública deveria ter sido mais evidente. Além disso, as opções políticas que foram tomadas dentro dos limites do Orçamento são discutíveis, diz.
Ver comentários
Saber mais Vítor Bento política SIBS
Outras Notícias