Política Vítor Gaspar acelerou pedido de demissão depois de lhe terem cuspido num supermercado

Vítor Gaspar acelerou pedido de demissão depois de lhe terem cuspido num supermercado

A história é contada hoje pelo i e passou-se há duas semanas. Ex-ministro teve que ser escoltado pela segurança do estabelecimento.
Vítor Gaspar acelerou pedido de demissão depois de lhe terem cuspido num supermercado
Negócios 03 de julho de 2013 às 09:13

Há duas semanas, Vítor Gaspar telefonou a Passos Coelho a exigir a saída rápida e irrevogável do Governo. O então ministro das Finanças tinha acabado de chegar a casa depois de uma atribulada visita a um supermercado. A história, contada pelo "i", que cita dois ex-membros do Governo, mostra bem que o governante já tinha chegado ao limite.

 

Gaspar, acompanhado pela mulher, resolveu deslocar-se sem segurança a um supermercado. Ainda que no início as compras tenham decorrido sem sobressaltos, o ministro foi reconhecido, na fila para as caixas, pelos clientes do supermercado, e a situação descontrolou-se. Entre comentários exaltados e insultos, a segurança do estabelecimento foi obrigada a intervir e a escoltar o ministro, sem conseguir evitar cuspidelas insultos e tentativas de agressão.

 

Vítor Gaspar apresentou oficialmente a demissão na segunda-feira, 1 de Julho. No dia seguinte, foi a vez de Paulo Portas.




Marketing Automation certified by E-GOI