Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Vítor Gaspar “não tirou o tapete” ao ministro das Finanças da Irlanda

A coordenadora do Bloco de Esquerda acusou Vítor Gaspar de ser mais modesto no pedido de extensão de prazos do que o homólogo irlandês. Passos Coelho disse que Gaspar e Michael Noonan pensam da mesma forma.

Bruno Simões brunosimoes@negocios.pt 13 de Março de 2013 às 17:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • 6
  • ...

“Quero deixar muito claro que o ministro das Finanças português não tirou o tapete a ninguém. Foi o ministro das Finanças irlandês que, antes de entrar na reunião do Eurogrupo, declarou que 15 anos eram um ponto de partida e não um ponto de chegada”, destacou Passos Coelho. “O ministro das Finanças português não tirou o tapete a ninguém. Disse exactamente o que o ministro das Finanças irlandês tinha dito antes”, assegurou.

 

O primeiro-ministro destacou a concertação entre Lisboa e Dublin. “Portugal e a Irlanda têm articulado, de forma muito, muito próxima, todos os passos dessa negociação. Não existe aqui nenhum grão nem areia na engrenagem”. O que existiu foi uma diferença nas declarações públicas. “O Governo irlandês resolveu declarar que tinha pedido 15 anos, Portugal não fez nenhuma declaração pública sobre isso”.

 

“É sabido que pretendemos estender as maturidades desses empréstimos. É sabido que queremos criar margem de manobra suficiente para que as ‘yields’ possam baixar”. E também “é sabido que o Ecofin pediu à troika para apresentar uma proposta” a Bruxelas. “É aqui que estamos e quando esse processo estiver em condições de ser avaliado, será público”, assegurou Passos Coelho.

Ver comentários
Saber mais Vítor Gaspar Irlanda Eurogrupo Europa Zona Euro
Mais lidas
Outras Notícias