Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Volume de negócios na indústria portuguesa cai 2,4% em Outubro

O volume de negócio na indústria portuguesa caiu 2,4% em Outubro, face ao mesmo período do ano passado, devido à quebra de vendas de 5,6% para o mercado interno. As vendas para o mercado externo cresceram 4%, o que corresponde a um abrandamento face ao mê

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 06 de Dezembro de 2004 às 11:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O volume de negócio na indústria portuguesa caiu 2,4% em Outubro, face ao mesmo período do ano passado, devido à quebra de vendas de 5,6% para o mercado interno. As vendas para o mercado externo cresceram 4%, o que corresponde a um abrandamento face ao mês anterior, altura em que avançou 8%.

Em termos homólogos, o volume de negócios da Indústria caiu 2,4% no mês de Outubro, em parte influenciado por menos dias úteis, de acordo com dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

O agrupamento de «Consumo Total» e de «Bens Intermédios» contribuíram para a queda, com variações negativas de 7,2% e 4,7%, respectivamente. A contrariar, o agrupamento de «Energia» ganhou 28,4%.

Face ao mês anterior, o índice de volume de negócios diminuiu 2,8%. A variação média nos últimos 12 meses manteve-se estável em Outubro com uma subida de 3,3%.

Em relação ao mercado nacional a variação foi negativa em 5,6%, influenciada por todos os grandes agrupamentos com a excepção do de «Energias». Os «Bens de Consumo Total» e «Bens Intermédios» recuaram 7,8% e 10,2%, respectivamente.

A variação média nos últimos 12 meses foi de 3%, recuando 0,3 pontos percentuais quando comparada com o mês anterior.

No mercado externo o volume de negócios cresceu 4% em Outubro face ao mesmo período do ano passado, o que representa uma desaceleração de 4 pontos percentuais, segundo o INE. Excluindo o agrupamento de «Bens de Consumo Total» todos os restantes apresentaram variações positivas.

A variação média dos últimos 12 meses foi de 4%, mais 0,6 pontos percentuais do que em Setembro.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias