Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Zapatero dá como terminada a crise da dívida pública

Primeiro-ministro espanhol anuncia ao Wall Street Journal o fim da crise da dívida na Europa. José Sócrates também estará em Nova Iorque, mas com outros objectivos, garante fonte oficial do gabinete do primeiro-ministro.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
“Penso que a crise da dívida que afectou Espanha e a Zona Euro em geral já passou”, afirmou Zapatero, numa reunião com o conselho editorial do Wall Street Journal. Garantindo que a economia espanhola não sofrerá um crescimento negativo nos próximos trimestres, o primeiro-ministro espanhol afirmou ainda que uma das lições retiradas da crise é que uma política monetária única não é suficiente para a Zona Euro. “Precisamos de maior convergência para fomentar a competitividade e princípios mais fortes para implementar políticas económicas e orçamentais equilibradas”, afirmou, citado pelo jornal norte-americano.

A jornada de Zapatero em Nova Iorque começou ontem com reuniões com os executivos dos principais bancos de negócios e fundos de investimento. “A confiança foi restabelecida”, garantiu, aos investidores, referindo-se aos resultados dos testes de stresse em Espanha.

A imprensa portuguesa chegou a dar como certa a intenção de José Sócrates promover a dívida portuguesa durante a visita que fará esta semana a Nova Iorque. Fonte do gabinete do primeiro-ministro assegura, porém, que as notícias avançadas nesse sentido “surgiram de uma confusão”.
“O Zapatero sim, vai fazer esse roadshow, mas Sócrates não”, afirmou ontem Luís Bernardo, assessor do gabinete de Sócrates, ao Negócios.

Sócrates estará nas Nações Unidas, onde fará contactos informais com vista à entrada de Portugal no Conselho de Segurança, e na Universidade de Columbia, onde discursará sobre “políticas energéticas”, acrescenta o assessor.

Já a promoção e credibilização da dívida nacional “é feita de forma permanente, mas pelo ministro das Finanças”, sublinha.

Ver comentários
Outras Notícias