Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Coimbra dá asas a curso com acesso a salários de nove mil euros

O crescimento da indústria aeronáutica, com 100% de empregabilidade e salários altos, levou o Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) a lançar o Curso Técnico de Manutenção de Aeronaves, que abre em setembro e tem como parceiro a academia Sevenair.

aviao
Bloomberg
Rui Neves ruineves@negocios.pt 04 de Setembro de 2019 às 09:29
  • Assine já 1€/1 mês
  • 9
  • ...

A europeia Airbus e a norte-americana Boeing, as maiores fabricantes do mundo de aviões de longo e médio curso, preveem fabricar cerca de 30 mil novas unidades nos próximos dez anos, sendo que cada avião requer, em média, uma equipa de manutenção de 12 técnicos, o que significa que o mercado mundial irá necessitar de mais cerca de 360 mil novos técnicos neste período.

 

O crescimento exponencial previsto da indústria aeronáutico levou o Instituto Superior de Engenharia de Coimbra (ISEC) a abrir, em 30 de setembro, o Curso Técnico de Manutenção de Aeronaves, uma formação certificada de seis anos que dará acesso a um mercado com 100% de empregabilidade em todo o mundo e cujos salários médios, por mês, oscilam entre os oito e os nove mil euros, enfatiza a instituição.

 

"Lançámos este curso porque o mercado da aeronáutica é um dos que vai ter um maior crescimento nos próximos anos, quer a nível nacional, quer a nível europeu, quer a nível mundial: a procura de técnicos nesta área e os seus salários estão a aumentar a um ritmo acelerado", afirma Mário Velindro, presidente do ISEC.

 

"A mobilidade aérea é hoje um elemento central na cidadania dos jovens de todo o mundo, tanto para estudarem, como para trabalharem ou fazerem férias. Os aviões vão continuar, por isso, a ser alvo de uma forte procura", sublinha o mesmo responsável.

 

Com seis anos de duração, o primeiro é de formação teórica em sala de aula, nas instalações do ISEC, e os restantes cinco anos serão de estágio remunerado obrigatório, a realizar em empresas como a Ogma, a Ryanair, a Hi Fly e a Helibravo.

 

O ISEC garante que o curso é certificado pela Autoridade Nacional da Aviação Civil – ANAC e cumpre todos os regulamentos da EASA – Agência Europeia para a Segurança da Aviação.

 

O parceiro aeronáutico do ISEC neste curso - o primeiro deste género na região centro do país - é a Sevenair, a academia portuguesa de formação de pilotos e de técnicos de manutenção aeronáutica.

 

"O curso vai ser muito exigente, uma vez que as condições colocadas, quer pela ANAC, quer pela EASA, também o são", avisa Mário Velindro, referindo que uma dessas exigências é, desde logo, que nenhuma turma tenha mais do que 25 alunos.

 

Um técnico de manutenção de aeronaves realiza e verifica a manutenção preventiva e corretiva de aeronaves, identificando as suas falhas e eventuais anomalias, devendo também substituir e afinar, de forma eficaz, o equipamento e os componentes dos sistemas elétricos, mecânicos e estruturais.

 

Ver comentários
Saber mais isec manutenção de aeronaves curso técnico sevenair mário velindro
Mais lidas
Outras Notícias