Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CTT aguardam resposta das Finanças ao pedido de excepção

Os CTT, como empresa inserida no sector empresarial do Estado, solicitaram ao Ministério das Finanças um regime de excepção relativo aos aumentos salariais, um pedido que ainda não foi atendido, adiantou Estanislau Mata Costa, presidente do Grupo, em conferência de imprensa.

CTT aguardam resposta das Finanças ao pedido de excepção
Ana Torres Pereira atp@negocios.pt 13 de Abril de 2010 às 14:40
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...
Os CTT, como empresa inserida no sector empresarial do Estado, solicitaram ao Ministério das Finanças um regime de excepção relativo aos aumentos salariais, um pedido que ainda não foi atendido, adiantou Estanislau Mata Costa, presidente do Grupo, em conferência de imprensa.

Depois do Estado ter decidido que as empresas do sector empresarial do Estado não poderiam aumentar os seus trabalhadores, e à semelhança da TAP e da CGD, os CTT solicitaram um regime de excepção.

“A nossa pratica é haver revisão salarial, pedimos a excepção, mas ainda não obtivemos respostas”, disse Mata Costa.

O responsável não quis avançar qual é a proposta do conselho de administração para o aumento salarial, caso o Ministério das Finanças conceda essa excepção.

Em Abril de 2009, os CTT tinham aprovado um aumento salarial de 2,2% para os vencimentos até 1.500 euros por mês, 2%, para os compreendidos entre os 1.500 e os 2.650 euros e 1,2% para quem auferisse mais do que o anterior limite superior.

Ver comentários
Outras Notícias