Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Facebook exclui entrada em bolsa antes de 2012

A empresa que é dona da rede social Facebook não está a pensar em entrar em bolsa até 2012, com o objectivo de aumentar o número de utilizadores e as vendas.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 30 de Julho de 2010 às 11:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Facebook não comenta os seus planos de entrada em bolsa, mas três fontes desmentiram à Bloomberg, sob anonimato, a especulação de que a cotada viesse a entrar em bolsa já em 2011.

A ideia é que o CEO Mark Zuckerberg ganhe algum tempo para ver crescer o número de utilizadores e aumentar as vendas da rede social, sem estar sujeito ao escrutínio adicional que a entrada em bolsa da cotada iria implicar.

Ao ganhar tempo, o fundador e líder da empresa, com 26 anos, também beneficia de mais tempo para se preparar para comandar os destinos de um firma cotada, que tem enfrentado duras críticas à forma como tem conduzido a política de privacidade da rede social que controla. Com o controlo do Conselho de Administração, Zuckerberg, pode no entanto decidir-se pela entrada em bolsa em qualquer momento.

De qualquer forma, a ideia será afastar-se da marca de 500 milhões de utilizadores, atingida neste mês pelo Facebook, e facturar pelo menos 1,4 mil milhões de dólares em 2010, duplicando o valor do ano passado, que se situará entre os 700 a 800 milhões de dólares no ano passado, segundo avançaram as fontes da Bloomberg à agência noticiosa.

“O fardo de estar cotado nunca foi maior”, disse o gestor de fundos do Firsthand Funds, Kevin Landis à Bloomberg. “Zuckerbrg, não precisa de assinar os resultados de quatro trimestres por ano e assegurar que toda a informação que lá está é verdadeira, sendo ele o responsável no caso de não ser. No minuto em que decidir estar cotado, terá de o fazer”, explicou.

O porta-voz da cotada, Jonathan Thaw, não comentou a notícia à Bloomberg e o líder da rede social disse em entrevista citada pela Bloomberg, que a cotada fará a sua Oferta Pública de Venda, “quando fizer sentido”.

Ver comentários
Outras Notícias