Educação Governo compromete-se a aumentar o número de alunos por turma

Governo compromete-se a aumentar o número de alunos por turma

O Governo assumiu a intenção de aumentar o número de alunos por turma, de acordo com o relatório da sétima avaliação do programa de ajustamento português, divulgado esta quinta-feira pelo FMI.
Governo compromete-se a aumentar o número de alunos por turma
Hugo Paula 13 de junho de 2013 às 16:28

O Governo comprometeu-se, durante a sétima avaliação do programa de ajustamento, a aumentar o número de alunos por turma das escolas portuguesas. A indicação vem referida a título de exemplo, num parágrafo que alude ao esforço de racionalização no sector da educação.

 

No relatório da sétima avaliação do programa de ajustamento de Portugal, o FMI lembra que os indicadores chave de eficiência vão estar sob particular atenção da instituição, ao longo do programa de ajustamento português.

 

“No sector da educação por exemplo, a racionalização da rede de escolas e a convergência de indicadores chave, nomeadamente a dimensão das turmas, para próximo de níveis de referência, estará no centro das nossas reformas”, lê-se no relatório divulgado esta quinta-feira.

 

Ao Governo português já foi recomendada a redução do número de escolas no país. Em simultâneo, o número de alunos por turma deveria “ser ajustado por cima”, o que implica um aumento do número médio de alunos por turma, explicou o professor Paulo Guinote ao Negócios.

 

A recomendação do FMI ao Governo não especifica qual é o nível que servirá de referência para o número de alunos por turma. Contudo, Paulo Guinote observou que, no ensino primário da OCDE (link em inglês), esse indicador se situa nos 21 alunos por turma.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI