Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Governo escolhe Egídio Reis para novo secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário

O Presidente da República já aceitou o nome apresentando pelo Executivo para substituir João Grancho. Egídio Reis toma posse esta terça-feira às 17h00 no Palácio de Belém.

Negócios 20 de Outubro de 2014 às 11:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

O Governo de Pedro Passos Coelho escolheu Fernando José Egídio Reis para substituir João Grancho no cargo de secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário. Grancho apresentou a sua demissão na passada sexta-feira alegando "motivos de ordem pessoal".  

  

"O Presidente da República aceitou a proposta que lhe foi apresentada pelo primeiro-ministro de exoneração, a seu pedido, do Dr. João Henrique de Carvalho Dias Grancho do cargo de Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário", pode ler-se no site da Presidência da República. Na mesma nota, Belém refere que o "Presidente da República aceitou a proposta que lhe foi apresentada pelo primeiro-ministro de nomeação do prof. Doutor Fernando José Egídio Reis para o mesmo cargo".

 

Egídio Reis toma posse esta terça-feira, 21 de Outubro, às 17h00 no Palácio de Belém. 

 

O secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, João Grancho, apresentou a sua demissão alegando "motivos de ordem pessoal". "Por motivos de ordem pessoal, o Senhor Secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, Dr. João Grancho, apresentou hoje ao Senhor Ministro da Educação e Ciência o seu pedido de demissão. O Senhor Ministro, agradecendo o trabalho empenhado e leal do Dr. João Grancho, transmitiu ao Senhor Primeiro Ministro esse pedido, solicitando que transmitisse ao Senhor Presidente da República o pedido de exoneração do Senhor Secretário de Estado", refere uma nota enviada às redacções pelo Ministério da Educação na passada sexta-feira.

 

A saída de Grancho ocorreu no mesmo dia em que o jornal Público noticiou que o responsável plagiou partes de dois textos sobre educação num seminário espanhol em 2007.

 

Em 2007 Grancho era presidente da Associação Nacional de Professores, tendo participado numa conferência com o tema "A dimensão moral da profissão docente", onde apresentou uma comunicação que continha cópias de "dois textos sobre educação".

 

Em declarações ao Público, João Grancho recusou qualquer acusação de plágio. "Pretender associar um mero documento de trabalho, não académico, nem de autor, nas circunstâncias descritas, a um plágio, é totalmente inapropriado e sem qualquer sentido", adiantou.

 

A demissão de João Grancho surge ainda numa altura em que o ministério de Nuno Crato enfrenta forte criticismo e vários pedidos de demissão por parte da oposição parlamentar devido aos problemas e erros com a colocação de professores nas escolas para este ano lectivo.

 

(Notícia actualizada às 11h35)

Ver comentários
Saber mais secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário Presidente da República João Henrique de Carvalho Dias Grancho Presidência da República Belém Fernando José Egídio Reis política
Mais lidas
Outras Notícias