Emprego Mais de 60 empresas dão empregos na Faculdade de Economia do Porto

Mais de 60 empresas dão empregos na Faculdade de Economia do Porto

A 6 e 7 de Março, a escola portuense reabre portas à maior feira de emprego organizada por estudantes, que desafia as empresas a "agarrar futuros economistas e gestores" e, pela primeira vez, inclui vagas na área de Engenharia.
Mais de 60 empresas dão empregos na Faculdade de Economia do Porto
Egídio Santos/Negócios
António Larguesa 27 de fevereiro de 2018 às 15:43

Perto de 400 oportunidades de emprego e de estágio vão ser partilhadas na já tradicional feira de emprego da Faculdade de Economia do Porto (FEP), que na 18.ª edição apresentará um recorde de ofertas e também de organizações participantes, devendo ultrapassar as seis dezenas.

 

Agendado para 6 e 7 de Março, o Porto de Emprego, organizado pela consultora FEP Junior Consulting (FJC) em parceria com o serviço de Relações Externas e Integração Académica desta faculdade, conta receber cerca de sete mil estudantes, sobretudo de Economia e Gestão. No entanto, pela primeira vez haverá também três dezenas de oportunidades para alunos de Engenharia.

 

"Estes novos recordes de empresas presentes e de oportunidades profissionais para estudantes consolidam a FEP como uma escola de talentos nacionais e valoriza o FJC Porto de Emprego – a maior feira de emprego em Portugal organizada por estudantes – como uma oportunidade de agarrar futuros economistas e gestores", destaca a organização, numa nota partilhada com o Negócios.

 

Criado em 2001, então com a designação de "Job Shop", este evento inclui uma actividade de "speed recruitment", logo no dia da abertura, dando a 22 estudantes da Universidade do Porto a oportunidade de participar de forma individual numa entrevista rápida, a rondar os cinco minutos de duração, com igual número de empresas, que aproveitam também para divulgar informação sobre emprego e formação profissional.

 

No parque urbano da Quinta das Lamas, localizado no pólo da Asprela e entre as instalações da FEP e da FEUP (Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto), vão estar instalados 56 stands e terão também lugar os workshops sobre marketing pessoal e dicas para processos de recrutamento, promovidos pela PwC Portugal e pela Sonae, respectivamente, além das 29 apresentações preparadas pelas empresas.

 

 

A organizadora FJC, fundada em 1997, é uma consultora júnior com sede na FEP e formada por estudantes, visando precisamente promover a aproximação entre o mundo académico e empresarial através da prestação de serviços de consultoria, como estudos de mercado ou planos de negócios. E vai aproveitar novamente o Porto de Emprego para anunciar qual a organização sem fins lucrativos vencedora do concurso solidário, na qual irá fazer uma espécie de auditoria de gestão para apurar problemas internos e sugerir soluções.

Quais as 61 empregadoras no Porto de Emprego?

De entrada gratuita, embora sujeita a inscrição prévia para algumas actividades, fonte oficial indicou que nesta feira de emprego vão participar as seguintes organizações: Sonae; PwC; EY; KPMG; Sonae IM; Deloitte; Lidl; Nestlé; L'Oréal; EF Education First; Calzedonia; Decathlon; Continental; Mazars; Adidas; EDP; Jerónimo Martins; Oriflame; Fundação da Juventude; BDO; PrimeIT; Unilever Jerónimo Martins; NOS; Leroy Merlin; Hilti; Arquiconsult; Lactogal; BNP Paribas; Santander Totta; Vodafone; Gestamp Aveiro; Remax; HAYS; Sonae Capital; Rangel; Parfois; Grupo JAP; Auchan Retail Portugal; Grupo Lusiaves; Banco de Portugal; Colep; Sonae Arauco; Viagens Abreu; jp.group; Walter Group; Brisa Auto-Estradas de Portugal; Alerta Emprego; Infineon; Accenture; Grupo Salvador Caetano; Teleperformance Portugal; Elevus - People & Business Results; Mota-Engil; INFOS - informática e serviços; Millennium BCP; Grupo Moneris; Atepeli - Ateliers de Ponte de Lima; Trofa Saúde Hospital; Desfo Holding; ANJE; e Grupo VNC.




pub