Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Marinho Pinto diz que universidades "abandalharam ensino do Direito"

O bastonário da Ordem dos Advogados diz que a culpa da elevada taxa de chumbos nos exames de acesso à profissão é dos cursos de Direito, que não têm qualidade.

Negócios negocios@negocios.pt 09 de Abril de 2012 às 10:20
  • Assine já 1€/1 mês
  • 20
  • ...
O bastonário da Ordem dos Advogados, Marinho e Pinto, culpa a falta de qualidade dos cursos de Direito ministrados nas universidades “privadas e públicas” pela elevada taxa de chumbos nos exames de acesso à profissão.

O bastonário garantiu esta manhã à TSF que isso acontece porque os cursos "não têm qualidade".

Segundo a TSF, nos exames finais de estágio dos candidatos a advogados, mais de metade ficou pelo caminho. Eram 885 candidatos e foram aprovados apenas 367. Nas ilhas, nem um único candidato foi aprovado. E as notas dos que passaram foram muito baixas.


António Marinho e Pinto, o bastonário da Ordem dos Advogados, diz não estar surpreendido com a fraca qualidade demonstrada pelos candidatos à profissão.

“Esse número não me espanta, ou melhor, espantar-me-ia até por haver 41%” de aprovados, porque a maioria das pessoas que se candidata à Ordem dos Advogados não são sequer admitidos para estágio, porque o Estado não os deixa entrar. Não estão preparados pelas universidades para exercer uma profissão”.

O bastonário diz que os licenciados pós-Bolonha "estão mal preparados, as universidades mercantilizaram o ensino do direito, as universidades abandalharam o ensino do direito e estou a falar de universidades privadas e públicas".

Ver comentários
Saber mais Direito curso ordem abandalharam Marinho Pinto universidades
Mais lidas
Outras Notícias