Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ministério da Educação anuncia fecho de mais 239 escolas (act)

O encerramento destas escolas primárias, segundo o Governo, vai permitir a melhoria da qualidade de ensino.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 23 de Julho de 2012 às 21:04
  • Partilhar artigo
  • 13
  • ...
O Ministério da Educação e Ciência anunciou hoje que no próximo ano lectivo vão ser encerradas 239 escolas do 1.º ciclo do Ensino Básico, sendo que, em “todos os casos, estes encerramentos decorrem em articulação com as respectivas autarquias, atendendo à melhoria da qualidade do ensino”.

“Os alunos destas escolas iniciam o novo ano lectivo em centros escolares ou outros estabelecimentos de ensino com infra-estruturas e recursos que permitem melhores condições para o seu sucesso escolar. Poderão contactar com colegas da mesma idade, terão acesso a bibliotecas, poderão desenvolver actividades físicas e participar em ofertas de escola mais diversificadas”, salienta o comunicado do Ministério da Educação.

Quanto aos professores, o Governo salienta que “estarão enquadrados nos seus grupos disciplinares e poderão contar com o apoio de outros docentes, disseminando assim as melhores práticas lectivas.

O Ministério liderado por Nuno Crato considera que esta decisão representa “mais um passo na melhoria da escola pública” e alerta que “ o processo de reorganização da rede vai prosseguir no próximo ano lectivo”.

Com este anúncio, segundo contas da Lusa, o número de escolas do primeiro ciclo encerradas desde o ano lectivo 2005/2006 sobe para 3.720, mais do que as 2.330 escolas que estarão a leccionar no próximo ano.

Por regiões, na área abrangida pela Direcção Regional de Educação do Norte é onde vão encerrar mais estabelecimentos (126), seguida do Centro (66), Lisboa e Vale do Tejo (33), Alentejo (10) e Algarve (três).

Paredes, com 17 escolas, e Amarante, com 11, ambos no distrito do Porto, são os dois concelhos que perdem mais estabelecimentos de ensino.

Veja em baixo quais são as escolas que vão encerrar.

(Notícia actualizada com mais informação)
Ver comentários
Saber mais Ministério da Educação escolas
Outras Notícias