Educação Nuno Crato admite erro na fórmula aplicada na colocação de professores

Nuno Crato admite erro na fórmula aplicada na colocação de professores

O ministro da Educação assumiu esta quinta-feira no Parlamento haver um erro na fórmula de cálculo das listas da Bolsa de Contratação de Escola (BCE), o qual atribui aos serviços do ministério e não às escolas, garantindo que será corrigido.
Nuno Crato admite erro na fórmula aplicada na colocação de professores
Bruno Simão/Negócios
Lusa 18 de setembro de 2014 às 16:34

Nuno Crato assumiu o erro depois de pressionado pelos deputados e confrontado com os problemas neste concurso de colocação de professores.

 

"Apresentamos as nossas desculpas aos pais, aos professores e ao país", disse Nuno Crato.

 

A fórmula de cálculo que dá origem às listas ordenadas de colocação de professores na BCE tem sido criticada por sindicatos e docentes, por considerarem que da forma que está a ser aplicada provoca desequilíbrios e até mesmo ilegalidades nos resultados.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI