Educação Portugal é dos países que mais tem melhorado desempenho na educação

Portugal é dos países que mais tem melhorado desempenho na educação

Melhores resultados em matemática, em literatura e ciência. Portugal é dos países da OCDE que mais tem melhorado o seu desempenho no PISA ao longo dos anos.
Portugal é dos países que mais tem melhorado desempenho na educação
Correio da Manhã
Marlene Carriço 03 de dezembro de 2013 às 11:13

Portugal está entre os países que mais melhorou o seu desempenho do PISA, um relatório da OCDE que analisa, de três em três anos, os resultados dos alunos com 15 anos nas áreas da Leitura, Ciências e Matemática. Entre 2000 e 2012 melhorou 2,5 pontos ao ano, sendo que foi a matemática que registou maior avanço, de 2,8 pontos ao ano. A literatura subiu 1,6 pontos ao ano e a ciência 2,5 pontos. No conjunto dos anos, o maior progresso registou-se entre 2006 e 2009.

 

Apesar desta melhoria, Portugal surge ainda assim abaixo da média dos países da OCDE nas três áreas de saber. No caso da matemática surge em 31º lugar, com 487 pontos, numa tabela com 65 países que é liderada por Shangai (zona económica da China), Singapura e Hong Kong (zona económica da China) com 613, 573 e 561 pontos, respectivamente. Na literatura, o País pontua 488, ficando em 33ª posição e em ciência 489 pontos, surgindo na 36ª posição. Em média, os países da OCDE obtiveram, em 2012, 494, 496 e 501 pontos respectivamente.

 

Desta lista constam 34 países da OCDE, mais 31 países e zonas económicas que não fazem parte da organização. Nesta edição do PISA, que é já a quinta, participaram mais de 5.700 alunos portugueses do 7º ano do ensino básico ao 11º ano.

 

A OCDE sublinha ainda neste relatório, que se centra na matemática, que Portugal está entre os países que conseguiram reduzir o universo dos alunos que se saem muito mal neste tipo de testes e aumentar o número de “top performers”, ou seja, alunos que se destacam pelo positiva. Isso aconteceu tanto na Matemática, como nas Ciências.

 

Agrupamentos escolares e mudanças curriculares

 

Os relatores do PISA apontam a reforma nos programas de matemática “mais alinhados com os interesses dos alunos do século XXI” como uma das medidas que permitiu melhorar a auto-confiança dos alunos em relação à escola e à matemática, em particular. Lembre-se que aquando da realização destes testes, em 2012, ainda não era conhecido o novo programa que entrou em vigor este ano lectivo no ensino básico. Nuno Crato já anunciou também a revisão do programa do secundário.

 

A organização analisa ainda, no primeiro de seis volumes, várias reformas políticas introduzidas em países que melhoraram os resultados. Em relação a Portugal, destaca a reorganização da rede escolar, através do agrupamento de escolas, que, segundo a OCDE, “facilita a colaboração entre escolas e a economia de escala”.

 

O objectivo essencial do PISA é avaliar a forma como os alunos de 15 anos aplicam conhecimentos e competências de Matemática, Leitura e Ciências perante situações da “vida real”. Os testes foram realizados durante o ano de 2012, com testes de escolha múltipla e respostas desenvolvidas feitos de forma aleatória nas escolas. 

 

 

 




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI