Emprego António Costa quis reunir-se com Joana Marques Vidal no Rato

António Costa quis reunir-se com Joana Marques Vidal no Rato

O líder do PS convidou a Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal, para uma reunião, no Largo do Rato, sede do partido, em plena campanha eleitoral, a 24 de Setembro. O convite foi recusado, escreve esta quinta-feira o Diário de Notícias.
António Costa quis reunir-se com Joana Marques Vidal no Rato
Pedro Elias/Negócios
Negócios 12 de novembro de 2015 às 14:37

António Costa quis reunir-se com a Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal, no dia 24 de Setembro, a dez dias das eleições, com o objectivo de discutir "o Orçamento do Estado para 2016" na área da justiça, confirmou fonte oficial do PS ao Diário de Notícias, que revela o convite na edição desta quinta-feira. Porém, Joana Marques Vidal recusou, por entender que "não cabe" ao Ministério Público participar em reuniões partidárias.

 

O PS explica no DN que o encontro com a PGR foi solicitado no contexto de um conjunto de reuniões pedidas a outras figuras da área da saúde, educação ou ambiente. O objectivo era debater o OE 2016. Algumas dessas reuniões chegaram a acontecer, mas tanto Joana Marques Vidal como os outros membros do Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) recusaram o convite socialista. O pedido para a reunião foi enviado no dia 17 de Setembro, propondo o dia 24 para realizar o encontro no Largo do Rato.

 

O assunto foi levado ao plenário do CSMP e na acta constam as razões que levaram à "nega" de Joana Marques Vidal. "O estatuto legal e ético-deontológico do Ministério Público não configura como possível e adequada a participação de representantes em reuniões de natureza partidária, designadamente em período de campanha eleitoral", lê-se no DN.

 

Apesar disso, a PGR mostrou-se disponível para "receber em audiência" a "candidatura do PS", um encontro que teria lugar na PGR – que curiosamente se localiza a escassos metros da sede do PS. Esse encontro não se chegou a realizar. O gabinete de Joana Marques Vidal também confirmou ao DN o pedido para reunir.

 

Costa também enviou convites para o Sindicato dos Magistrados do Ministério Público e a Associação Sindical dos Juízes Portugueses, convites que causaram estranheza, especialmente junto do órgão que tutela os procuradores.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI