Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cavaco Silva reúne-se com director-geral da OIT

O Presidente da República recebe, esta terça-feira, às 11h30, o director-geral da Organização Internacional do Trabalho e, à tarde, a direcção da UGT.

Bloomberg
Negócios com Lusa 04 de Novembro de 2013 às 16:06
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...

O director-geral da Organização Internacional do Trabalho (OIT), Guy Ryder (na foto), está em Portugal para a apresentação de um relatório sobre a crise do emprego em Portugal, intitulado "Enfrentar a crise do emprego em Portugal".

 

Neste documento, a OIT defende um aumento do salário mínimo nacional e um reforço do Rendimento Social de Inserção (RSI).

 

O relatório traça um perfil do mercado de trabalho português, verificando que, desde 2008, Portugal perdeu um em cada sete empregos e recorreu mais ao trabalho temporário, precário e aos falsos recibos verdes. Este contexto foi agravado com a chegada da troika e tende a agravar-se. A OIT realça ainda que os desempregados de longa duração têm maiores dificuldades em regressar ao mercado de trabalho. Em contrapartida, os mais novos e talentosos emigram.

 

Cavaco Silva já comentou as conclusões do relatório da OIT, afirmando que a competitividade de Portugal passa pela aposta "no conhecimento, na inovação e na criatividade" e não pelos salários baixos.

 

Esta segunda-feira, 4 de Novembro, em declarações à agência Lusa, o director do Instituto de Estudos da OIT, Raymond Torres, afirmou que o caso português não recomenda "medidas indiscriminadas de cortes orçamentais, sobretudo em áreas importantes para o emprego".

 

Nos últimos anos, "entre as políticas adoptadas como consequência do pedido de assistência"  financeira, verificaram-se "algumas medidas que claramente afectaram o crescimento económico e o desemprego", reconheceu Raymond Torres. "Se a Europa tivesse tido à disposição instrumentos de coesão mais fortes na Zona Euro" e "se houvesse uma verdadeira união bancária, possivelmente a situação actual podia ter sido diferente", concluiu.

Ver comentários
Saber mais Cavaco Silva OIT Organização Internacional do Trabalho Guy Ryder
Mais lidas
Outras Notícias