Emprego Portugal regista a maior queda nos custos laborais na União Europeia

Portugal regista a maior queda nos custos laborais na União Europeia

Os custos laborais por hora cresceram 1,1% na Zona Euro e 1,4% na União Europeia no quarto trimestre, em comparação com o mesmo trimestre de 2013. Neste período, os custos diminuíram 8,8% em Portugal e representam a maior queda entre os países da União Europeia.
Portugal regista a maior queda nos custos laborais na União Europeia
Reuters
Negócios 19 de março de 2015 às 11:06

Os custos laborais por hora na Zona Euro cresceram 1,1% no quarto trimestre e 1,4% na União Europeia, quando comparado com o último trimestre de 2013, segundo os dados divulgados esta quinta-feira, 19 de Março, pelo Eurostat. No terceiro trimestre de 2014, os custos laborais aumentaram 1,4% entre os países da moeda única e 1,5% nos estados-membros da União Europeia.

 

O gabinete europeu de estatística explica que os dois componentes principais dos custos laborais são os salários e os custos não salariais. Assim, entre os países do euro, os salários por hora cresceram 1% enquanto a componente não salarial aumentou 1,2% nos últimos três meses do ano passado. Já na União Europeia, os salários por hora aumentaram 1,4% e os custos que não estão associados ao ordenado (como as contribuições para a Segurança Social) somaram 1,6%.

 

Por outro lado, entre os estados-membros da União Europeia a Roménia, Estónia, Letónia, Lituânia e Eslováquia foram os países que registaram um maior crescimento nos custos laborais por hora. Do lado oposto, está Portugal que registou uma queda nos custos laborais de 8,8%, sendo que a componente salarial caiu 9,7% e a não salarial recuou 5,8%. O Chipre (-2.2%), a Croacia (-0.5%), a Itália (-0.3%) e a Irlanda (-0.1%) registaram também quedas nos custos laborais horários.

 

A forte queda registada nos últimos três meses do ano passado surge depois de nos trimestes anteriores a evolução ter sido positiva. Os custos laborais em Portugal registaram aumentos homólogos de 0,4% no terceiro trimestre e de 3,2% no segundo trimestre de 2014.

 

"No quarto trimestre de 2014 comparado com o mesmo trimestre do ano anterior, os custos laborais por hora na Zona Euro cresceram 1,3% na indústria, 0,7% na construção, 0,8% nos serviços e 1,2% na economia (sobretudo) informal. Na União Europeia a 28, os custos laborais por hora cresceram 1,6% na indústria, 1,3% nos serviços e 1,4% na economia (sobretudo) informal no quarto trimestre", revela ainda o comunicado do Eurostat.

 

 

 

 

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI