Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Número de trabalhadores ingleses em "part-time" bate recorde

Apesar da taxa de desemprego ter diminuído, há queixas por não se conseguirem empregos a tempo inteiro.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 14 de Julho de 2010 às 11:41
  • Partilhar artigo
  • ...
O número de trabalhadores em "part-time" bateu um recorde, chegando aos 7,82 milhões, devido ao facto de muitas pessoas terem aceite trabalhos de poucas horas.

Este valor representa o mais alto valor desde 1992, ano em que se iniciou o registo dos dados. São mais de sete milhões de ingleses que representam cerca de um quarto da força de trabalho.

Dados oficiais divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística inglês esta manhã e referidos pelo "The Guardian" mostram, no entanto, que o número de pedidos de desemprego caiu no mês passado em 20.800, um desempenho melhor do que o esperado pelo mercado.

Entraram no mercado de trabalho 160 mil pessoas, muitos graças a trabalhos em "part-time", num aumento de 117 mil trabalhadores. 59 mil ingleses iniciaram um emprego próprio enquanto 22 mil pessoas perderam o trabalho a tempo inteiro.

Segundo a Organização Internacional do Trabalho, a taxa de desemprego caiu para 7,8%, quando era esperado que se ficasse pelos 7,9%.

Mas, ainda assim, os analistas não estão optimistas, já que para além dos muitos trabalhos em part-time, vão ocorrer cortes no sector público.

"O mercado de trabalho britânico animou um bocado, mas ainda temos dúvidas que as contratações no sector privado possam ser suficientes para compensar os cortes nos trabalhos públicos", referiu à publicação inglesa Vicky Redwood, economista sénior da Capital Economics.

Ver comentários
Outras Notícias