Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Passos Coelho: "Eu não quero jogar à bulha com ninguém"

O presidente do PSD afirmou hoje que não quer "jogar à bulha com ninguém", justificando assim a recusa em responder ao secretário-geral do PS, que considerou "patético" o seu discurso dirigido aos socialistas desiludidos.

Lusa 30 de Maio de 2011 às 18:38
  • Partilhar artigo
  • 4
  • ...
No final de uma visita à Santa Casa da Misericórdia de Arcos de Valdevez, Passos Coelho também não quis comentar a ideia defendida pelo antigo presidente do PSD Marcelo Rebelo de Sousa de que para muita gente as legislativas de domingo vão ser uma escolha do "menor mal".

O presidente do PSD disse aos jornalistas que terão oportunidade de falar directamente com Marcelo Rebelo de Sousa sobre o seu comentário televisivo deste domingo: "Creio que ele na quarta-feira vai estar comigo em Aveiro na nossa campanha e depois, na altura, podem perguntar-lhe o que é que ele tem a dizer sobre isso".

Quanto às palavras de José Sócrates, que hoje o acusou de ter feito um "apelo" ao voto dos socialistas que é "apenas patético", Passos Coelho já tinha recusado fazer qualquer comentário, em Ponte de Lima.

Novamente questionado pela comunicação social, em Arcos de Valdevez, o presidente do PSD reiterou essa recusa: "Não respondo".

Questionado sobre o motivo pelo qual não queria responder ao secretário-geral do PS, Passos Coelho respondeu: "Eu não quero fazer comentários sobre esse tipo de afirmação. As pessoas que nos ouvem ficam com a ideia de que nós andamos aqui a jogar à bulha uns com uns outros, e eu não quero jogar à bulha com ninguém".

Passos Coelho acrescentou que "não foi isso" que motivou a sua "candidatura nestas eleições" e que não foi igualmente "para jogar à bulha" que se candidatou à liderança do PSD.

Ver comentários
Saber mais Passos Coelho Sócrates Bulha Política Eleições
Outras Notícias