Emprego Salário mínimo: Patrões unem vozes contra aumento súbito para 600 euros
Conteúdo exclusivo para Assinantes Se já é assinante, faça LOGIN

Salário mínimo: Patrões unem vozes contra aumento súbito para 600 euros

A contestação é a um eventual aumento imediato para 600 euros que é pedido pela CGTP, mas há abertura para acordo a quatro anos. Patrões querem a comissão a fazer o trabalho que servirá de base às negociações.
Salário mínimo: Patrões unem vozes contra aumento súbito para 600 euros
Pedro Elias/Negócios
Catarina Almeida Pereira 29 de outubro de 2015 às 00:01

Deve ser a comissão tripartida criada no âmbito do acordo do ano passado – e não o Governo –a lançar os indicadores ou o valor que servirão de base à discussão sobre o aumento do salá

Conteúdo exclusivo para Assinantes Negócios Premium
Assine e aceda sem limites, no pc e no smartphone Assinar por 1€ por 1 mês



Notícias só para Assinantes
Análise, informação independente e rigorosa..
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia.
Notícias e conteúdos exclusivos no website e aplicações móveis
Newsletter diária exclusiva para assinantes
Acesso ao epaper a partir das 23:00
Saiba mais
pub

Marketing Automation certified by E-GOI