Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Taxa de desemprego deverá registar "aumento progressivo" em 2009

A taxa de desemprego, em Portugal, deverá registar um "aumento progressivo" ao longo de 2009, tendo em conta a evolução registada no último trimestre do ano passado, para um valor médio anual entre os 8,7% e os 8,8% considera Rui Bernardes Serra, economista-chefe do Montepio.

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 17 de Fevereiro de 2009 às 13:40
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
A taxa de desemprego, em Portugal, deverá registar um "aumento progressivo" ao longo de 2009, tendo em conta a evolução registada no último trimestre do ano passado, para um valor médio anual entre os 8,7% e os 8,8% considera Rui Bernardes Serra, economista-chefe do Montepio.

O Instituto Nacional de Estatísticas (INE) anunciou hoje que a taxa de desemprego em Portugal atingiu 7,8% no quarto trimestre do ano passado, uma subida face aos 7,7% registados nos três meses anteriores, mas abaixo do máximo verificado em 2007.

“Este aumento trimestral da taxa de desemprego resulta quer da diminuição do emprego, quer do aumento do número de desempregados”, referiu ao Negócios Rui Bernardes Serra. A mesma fonte acrescentou que “em termos sectoriais, os resultados são os esperados: a indústria e a construção cortaram postos de trabalho, como forma de resposta à diminuição significativa da actividade durante o trimestre”.

Os números hoje divulgados ficaram “ligeiramente” abaixo das previsões do banco, pois estas, “baseadas na evolução do desemprego registado, apontavam para um aumento da taxa de desemprego para 7,9%”.

“Atendendo ao ritmo de destruição de emprego, no final do quarto trimestre de 2008, bem como ao facto da economia ter registado uma forte contracção naquele trimestre, esperamos um aumento progressivo da taxa de desemprego ao longo de 2009, para um valor médio anual na ordem dos 8,7%-8,8%”, concluiu o economista-chefe do Montepio.

Ver comentários
Outras Notícias