Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Trabalhadores têxteis em greve contra redução do valor pago nas horas extra

Os trabalhadores têxteis podem fazer greve a partir de sexta-feira e por tempo indeterminado. Os sindicatos protestam contra a redução do valor pago nas horas extra, depois de já terem contestado contra o fim do feriado de Carnaval e municipal.

Ricardo Castelo/Negócios
Lusa 11 de Fevereiro de 2016 às 21:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Os trabalhadores das empresas filiadas na ATP - Associação Têxtil e Vestuário de Portugal podem fazer greve a partir de sexta-feira ao trabalho suplementar, num protesto que visa garantir que os patrões não baixam o valor pago pelas horas extra.

O pré-aviso da Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores Têxteis (Fesete) permite que os trabalhadores façam greve a partir de 12 de Fevereiro e por tempo indeterminado, estando em causa as empresas filiadas na ATP - Associação Têxtil e Vestuário de Portugal ou as que não pertencem àquela associação patronal mas que sigam as suas orientações.

O diferendo entre trabalhadores e patrões reunidos na ATP tem que ver com o facto desta associação patronal ter considerado a caducidade do Acordo Colectivo do Trabalho do sector, o que os sindicatos discordam, e de querer alterar o valor pago pela hora extra aos trabalhadores.

Segundo a dirigente sindical Isabel Tavares, com a caducidade do ACT "passaria a haver a redução a 50%" do valor do trabalho suplementar (horas extra), uma vez que passaria a vigorar o valor geral previsto no código laboral em vez do previsto na contratação colectiva, que é mais favorável aos empregados têxteis.

Além disto, a ATP quer ainda deixar cair os feriados do Carnaval e municipal e os dias de férias adicionais, o que os trabalhadores também contestam.

A dirigente sindical disse que esta pressão dos trabalhadores já deu algum resultado: "A maior parte das empresas não acataram a decisão da associação patronal e deram o feriado", afirmou.

A ATP é, segundo a sindicalista, a única associação patronal com que não foi possível os sindicatos chegarem a um entendimento, ao contrário de outras associações do sector, como ANIVEC - Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção ou APICCAPS - Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado.
Ver comentários
Saber mais têxtil e vestuário trabalho economia negócios e finanças ATP Associação Têxtil e Vestuário de Portugal Federação dos Sindicatos dos Trabalhadores Têxteis Associação Nacional das Indústrias de Vestuário e Confecção Associação Portuguesa dos Industriais de Calçado
Mais lidas
Outras Notícias