Mercado de Trabalho Economia portuguesa destrói emprego há 16 trimestres consecutivos

Economia portuguesa destrói emprego há 16 trimestres consecutivos

O volume de emprego em Portugal recuou mais de 4% no quarto trimestre, face ao período homólogo. A economia está a eliminar postos de trabalho desde o final de 2008, sendo que desde então já foram 574 mil os postos de trabalho perdidos.
Economia portuguesa destrói emprego há 16 trimestres consecutivos
Pedro Elias/Negócios
Nuno Carregueiro 14 de março de 2013 às 10:14

A economia portuguesa continua a destruir emprego a um ritmo acentuado. No quarto trimestre o volume de emprego desceu 4,3% face ao mesmo período do ano passado, o que representa a quinta queda mais acentuada entre os países da União Europeia (inferior a Grécia, Bulgária, Chipre e Espanha).

 

Contra o terceiro trimestre, a queda no emprego foi de 2%, o que representa o pior desempenho entre todos os países da União Europeia, a par da Lituânia.    

 

Segundo a base de dados do Eurostat, a economia portuguesa tem vindo a destruir emprego de forma consecutiva em todos os trimestres, na comparação homóloga com o período anterior, desde o primeiro trimestre de 2009.

 

A economia portuguesa está assim há 16 trimestres consecutivos a eliminar postos de trabalho, reflectindo a recessão que afecta o País nos últimos anos.

 

Os dados do Eurostat mostram que existiam, no quarto trimestre, 4,56 milhões de pessoas empregadas em Portugal, o que compara com o volume de emprego de 5,13 milhões no quarto trimestre de 2008. Deste modo, desde o último trimestre em que a economia portuguesa não perdeu empregos, foram eliminados um total de 570 mil postos de trabalho. Os dados do INE, divulgados esta semana, mostram que só no ano passado foram eliminados em Portugal cerca de 200 mil empregos.

 

E o ritmo de perda de emprego tem vindo a agravar-se nos últimos trimestres, já que foi sempre superior a 4%, em termos homólogos. Depois de recuar 4,3% nos primeiros três meses do ano, baixou 4,2% no segundo trimestre, 4,1% no terceiro trimestre e 4,3% nos últimos três meses do ano.

 

Na Zona Euro a economia está também destruir emprego, com uma queda homóloga de 0,8% no quarto trimestre e de 0,3% face aos três meses anteriores.

 

(Notícia actualizada com mais informação, título alterado)




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI