Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Maior revisão de sempre coloca desemprego no valor mais baixo desde Julho de 2011

Afinal, a taxa de desemprego de Maio foi 0,8 pontos mais baixa do que a primeira estimativa do INE apontava. O valor definitivo de 12,4% é o mais baixo em quase quatro anos.

Bruno Simão/Negócios
Nuno Aguiar naguiar@negocios.pt 30 de Julho de 2015 às 13:02
  • Assine já 1€/1 mês
  • 59
  • ...

Não foi a primeira, mas foi a maior. O INE publicou uma revisão em baixa da taxa de desemprego de Maio, colocando-a 0,8 pontos abaixo do que tinha sido avançado inicialmente. Uma revisão que a coloca no valor mais baixo desde Julho de 2011.

 

O primeiro destaque do Instituto Nacional de Estatística (INE) avançava que o desemprego estava nos 13,2% em Maio. Um valor provisório cuja versão definitiva se mostrou muito muito negativa. Em vez de 13,2%, afinal o desemprego tinha ficado nos 12,4% (valores ajustados à sazonalidade).

 

Ou seja, embora o desemprego em Junho esteja no mesmo patamar que Maio, os números – por terem origem numa revisão – escondem um desagravamento da situação do mercado de trabalho.

 

Esta não é a primeira vez que o INE se vê obrigado a rever dados mensais, mas foi a maior de todas. Desde que começaram a ser publicados destaques com valores mensais de desemprego em  Outubro do ano passado, quase todos os valores provisórios foram revistos no mês seguinte. Até agora, a maior revisão tinha ocorrido em Fevereiro (0,6 pontos percentuais).

 

O valor agora apurado para Maio (e Junho) de 12,4% significa que a taxa de desemprego está no valor mais baixo desde Julho de 2011, o primeiro mês de governação completa do Executivo PSD/CDS-PP.

 

No emprego, as conclusões não são tão optimistas. Em Junho deste ano existiam ainda menos cerca de 200 mil pessoas empregadas do que em Junho de 2011.

Ver comentários
Saber mais emprego desemprego INE Junho Maio revisão
Outras Notícias