Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Portugal e Espanha são os países do euro onde o desemprego mais desceu

No espaço de um ano a taxa de desemprego em Portugal recuou 2,2 pontos percentuais e em Espanha baixou 2 pontos percentuais. Na Zona Euro caiu quatro décimas para 11,5%.

Miguel Baltazar/Negócios
Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 28 de Novembro de 2014 às 10:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...

Apesar da subida da taxa de desemprego no mês de Outubro, em uma décima para 13,4%, Portugal continua a ser o país da Zona Euro onde a queda em termos homólogos é a mais acentuada.

 

Em Outubro de 2013 a taxa de desemprego em Portugal situava-se em 15,6% e no mesmo mês deste ano está 2,2 pontos percentuais mais reduzida, de acordo com os dados publicados esta sexta-feira pelo Eurostat.

 

A taxa de desemprego subiu em Outubro pela primeira vez desde o arranque de 2013, tal como já tinha indicado ontem o INE, que passa a partir de agora a revelar os dados do emprego em Portugal numa base mensal, sempre na véspera do Eurostat publicado os dados para a União Europeia.

 

Depois de Portugal surge a Espanha, país em que a taxa de desemprego desce de 26% em Outubro de 2013 para 24% em Outubro deste ano. A Grécia surge em terceiro lugar, com uma descida homóloga da taxa de desemprego de 1,9 pontos percentuais para 25,9% (dados referentes a Agosto).

 

Portugal continua a ser o país do Euro com a quarta taxa de desemprego mais elevada, apenas superado por Espanha, Grécia e Chipre. Em Itália a taxa subiu para 13,2% em Outubro, aproximando-se do registado em Portugal.

 

Incluindo os países da União Europeia na análise, a Hungria foi o país da região onde o desemprego mais desceu em termos homólogos (2,7 pontos percentuais para 7,3%).

 

De acordo com o Eurostat, a taxa de desemprego na Zona Euro estabilizou em 11,5% em Outubro, registando uma quebra de quatro décimas face ao verificado em Outubro de 2013 (11,9%). Na União Europeia o desemprego também estabilizou em 10% em Outubro face a Setembro, registando uma queda homóloga de 7 décimas.

 

As estimativas do Eurostat apontam para a existência de 18,395 milhões de pessoas desempregadas na Zona Euro, menos 547 mil do que em Outubro do ano passado.    

Ver comentários
Saber mais desemprego emprego mercado de trabalho Eurostat União Europeia Grécia Espanha Zona Euro
Outras Notícias