Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Agência japonesa corta "rating" de Portugal e avisa sobre novos possíveis cortes

O corte de notação financeira da dívida portuguesa pela JCR segue-se à descida de "rating" da Standard & Poor’s, na sexta-feira. A agência japonesa considera que Portugal enfrenta dificuldades orçamentais devido à intensificação da recessão no país. FEEF continua a ser o suporte do "rating" da dívida portuguesa.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 19 de Janeiro de 2012 às 07:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A Japan Credit rating Agency (agência de rating de crédito japonesa, em tradução literal) baixou hoje a notação financeira que atribuiu à dívida portuguesa.

Neste momento, a dívida portuguesa está classificada com “A” que, segundo as definições da agência, indica que há um “elevado nível de capacidade” do país em “honrar os compromissos financeiros”. O nível anterior, “AA-”, apontava para um “muito elevado nível” dessa mesma capacidade.

A agência mantém a notação financeira portuguesa sob uma vigilância “negativa”, ou seja, o “rating” pode vir novamente a ser reduzido.

A contracção em Portugal desafia a consolidação orçamental e o cumprimento das metas definidas pelo Governo, já que o défice de 2011 ficou abaixo da meta governamental devido à transferência dos fundos de pensões da banca para a Segurança Social, declara a JCR.

“A consolidação orçamental está a tornar-se cada vez mais difícil de alcançar devido ao aprofundamento da recessão económica no país”, escreve a agência de “rating” no comunicado disponibilizado no seu site.

Além disso, a agência diz também que está atenta aos desenvolvimentos em torno do mecanismo de estabilidade, mecanismo que considera ser o suporto do “rating” português.

A dívida portuguesa, colocada sob vigilância negativa em Abril de 2011 quando Portugal pediu ajuda externa, é agora revista numa altura em que outras notações na Zona Euro são alteradas pela mesma agência.

Nos últimos dias, o organismo japonês manteve o triplo “A” de França e da Alemanha e baixou as notações financeiras de Itália para “AA-” e de Espanha para “AA+”.

Para as três principais agências de classificação de risco, Standard & Poor’s, Moody’s e Fitch, a dívida portuguesa é considerada um activo especulativo, já que as suas obrigações são classificadas com a notação “lixo”.

Ver comentários
Saber mais rating Standard & Poor's Japan Credit Rating Agency Portugal lixo
Outras Notícias