Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Altafaj: Para a Grécia uma "reestruturação da dívida não está nas cartas"

O porta-voz do Comissário Europeu para os Assuntos Económicos e Monetários, Olli Rehn, voltou a descartar a possibilidade da Grécia vir a reestruturar a sua dívida.

Ana Laranjeiro alaranjeiro@negocios.pt 16 de Maio de 2011 às 12:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Para a Grécia uma “reestruturação da dívida não está nas cartas”, foi assim que Altafaj afastou a possibilidade, que há muito era falada um pouco por toda a Europa, que a Grécia iria entrar em incumprimento e ter de reestruturar a sua dívida.

Amadeu Altafaj, em declarações aos jornalistas em Bruxelas citadas pela Bloomberg, sublinhou ainda que não existe o conceito de reestruturação “ligeira” e que Atenas tem de implementar, na totalidade, o programa de recuperação económica. E que tem de planear aumentar as vendas dos activos estatais.

O porta-voz de Olli Rehn, sublinhou ainda que a Grécia fez um ajustamento “massivo” ao reduzir os custos em 7% no PIB em apenas um ano, segundo a mesma fonte.

Na semana passada o próprio Olli Rehn adiantou que a situação helénica é "muito séria" e que a recessão económica do ano passado - que foi mais severa do que estava previsto - obriga a que se tomem mais medidas de consolidação orçamental "ainda este ano".

Também na semana passada, Christine Lagarde, ministra das Finanças da França, adiantou que qualquer novo pacote de ajuda à Grécia deverá passar por outros empréstimos bilaterais e não pela utilização do fundo europeu de resgate, que está a ser usado para ajudar financeiramente Portugal. A responsável francesa, citada pela Lusa, disse que o apoio ser através de outros empréstimos bilaterais e de ajuda do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Afastada está, também, a possibilidade da Grécia voltar aos mercados no próximo ano para se financiar. O pacote de ajuda financeira à Grécia previa que Atenas recorresse aos mercados, para se financiar, no primeiro trimestre de 2012.

As declarações de Altafaj surgem no mesmo dia que os ministros das Finanças da Zona Euro, vão reunir e deverão aprovar a ajuda financeira a Portugal.
Ver comentários
Saber mais Grécia Atenas Altafaj Olli Rehn
Outras Notícias