Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCE traz optimismo mas "ratings" de países em dificuldades continuam em risco

As notações financeiras da dívida de Espanha, Itália, Portugal, Grécia e Irlanda estão sob uma perspectiva negativa.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 26 de Setembro de 2012 às 13:59
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...
A iniciativa do Banco Central Europeu comprar obrigações soberanas de países em dificuldades é “positiva” para a evolução dos “ratings” soberanos da Zona Euro, na opinião da Fitch.

Contudo, a decisão anunciada pela entidade presidida por Mario Draghi não é suficiente para que a agência de “rating” retire a perspectiva negativa colocada sobre a classificação de risco das dívidas dos países periféricos da Zona Euro.

A dívida de Portugal, Irlanda, Grécia, Espanha e Itália permanece sob uma perspectiva negativa, o que aponta para possíveis revisões em baixa das notações financeiras atribuídas a cada um dos países.

No caso de Espanha, a notação atribuída à dívida de longo prazo é “BBB”, dois níveis antes de ser considerada um activo especulativo. Apesar de um eventual resgate integral, além do já acordado para a banca, não ser visto pela agência como uma razão para baixar ainda mais o “rating”, a Fitch continua a apontar para uma descida da notação financeira do país.

“Uma deterioração significativa nas perspectivas económicas e orçamentais a curto e médio prazo do que as previstas actualmente irão exercer uma pressão de descida sobre o ‘rating’ de Espanha”, aponta o comunicado distribuído pela agência.

A notação de Itália, que será revista no final de 2012, irá incorporar uma actualização das estimativas económicas e orçamentais, a actual situação da crise europeia e ainda a “probabilidade de uma política de continuidade depois das eleições”. Por agora, a perspectiva do “rating” “A-” é “negativa”. Ainda assim, o BCE trouxe um ímpeto positivo.

O mesmo aconteceu com a Irlanda, já que a Fitch acredita que o novo programa da autoridade monetária poderá facilitar o regresso aos mercados de dívida do país. Uma opinião que se estende, igualmente, a Portugal. Neste momento, a dívida irlandesa é classificada com um “BBB+”. Mas a perspectiva é negativa, receando uma intensificação da crise da dívida.

No caso da Grécia, as maiores preocupações relativamente a uma eventual saída do país do euro pesam na confiança da nação, o que prejudica o desempenho da economia do país. A Fitch atribui uma notação financeira de “CCC”, uma classificação em que já não aconselha investimento.



Ver comentários
Saber mais ratings Fitch rating França Espanha Grécia Irlanda Portugal
Outras Notícias