Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bill Gross critica austeridade na Zona Euro e no Reino Unido

Bill Gross, gestor do maior fundo de obrigações do mundo, lançou um ataque à Zona Euro e ao Reino Unido, devido à austeridade levada a cabo para cortar com o défice, alertando que esta poderá sufocar a recuperação económica.

Bill Gross considera atractivas as acções portuguesas
Jorge Garcia jorgegarcia@negocios.pt 22 de Abril de 2013 às 17:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...

Bill Gross, fundador e CIO da Pimco, maior gestora de fundos de obrigações do mundo, veio a público lançar um ataque à austeridade britânica e da maior parte da Zona Euro, convicto de que esta poderá vir a comprometer a recuperação económica, segundo o “Financial Times”.

 

“O Reino Unido e quase toda a Europa erraram ao acreditarem que a austeridade, austeridade orçamental no curto prazo, seria o caminho para o crescimento. Não é”, afirmou Gross ao “Financial Times”. “É preciso gastar dinheiro”.

 

Os comentários de Bill Gross surgem numa altura em que os economistas se encontram a debater o efeito dos erros estatísticos dos estudos de Kenneth Rogoff e de Carmen Reinhart, no que se refere à austeridade orçamental. Com os governos dos países desenvolvidos a lutarem para que a economia cresça, o Fundo Monetário Internacional também argumentou que as principais potências estão a apertar o cinto demasiado depressa.

 

Segundo Gross, “os investidores em obrigações querem tanto o crescimento como os investidores em capitais, e demasiada austeridade leva a uma recessão ou estagnação – mesmo que um país consiga imprimir a sua moeda ou escrever os seus próprios cheques”.

 

“No longo prazo é importante ser austero. É importante ter uma baixa percentagem de dívida do Produto Interno Bruto. A questão em relação ao longo e ao curto prazo está na velocidade em que o fazes”.

 

Gross é mais favorável a políticas que encorajem o investimento, tendo alertado que as políticas monetárias expansionistas estão a falhar no objectivo de crescimento económico, e podem vir a mostrar-se contra produtivas.

Ver comentários
Saber mais Bill Gross Zona Euro Reino Unido austeridade
Outras Notícias